Pandemia influenciou aumento nas assinaturas de streaming

Buscar
Publicidade

Mídia

Pandemia influenciou aumento nas assinaturas de streaming

Estudo da NZN Intelligence também mapeou a quantidade e os tipos de plataformas sob demanda os brasileiros consomem


24 de fevereiro de 2022 - 6h00

Ao entrevistar 1.800 brasileiros, a NZN Intelligence obteve alguns dados que revelam os hábitos de consumo de uma mostra da população em relação às plataformas de streaming. Segundo as respostas, foi constatado que a grande maioria dos consumidores desses serviços (84%) assinam mais de um streaming: 36% são assinantes de quatro plataformas, 25% assinam três, 22% dois e 15% um.

 

(Crédito: Mimagephotography/Shutterstock)

A categoria de vídeo ainda é a mais consumida de um modo geral. Dos entrevistados, 50% assinam plataformas de vídeo e de música, 44% são clientes apenas de VOD (vídeo sob demanda) e 5% apenas de streaming de áudio. Eles valorizam os títulos disponíveis (47%), a mensalidade (37%) e a frequência de atualização do serviço (15%).

A pandemia foi período de grande confluência de novos entrantes no mercado de streaming de vídeo e, com mais tempo ocioso, muitos consumidores (50%) assinaram um novo serviço entre 2020 e 2021. Nesse levantamento, a hipótese de que os clientes deixarão de ser assinantes com o fim da pandemia não se confirma. Cerca de 80% dos entrevistados afirmam que não cancelarão as assinaturas mesmo com o cenário incerto.

**Crédito da imagem no topo: Shutterstock

Publicidade

Compartilhe

Veja também