Como o LinkedIn quer acelerar a formação de creators

Buscar
Publicidade

Mídia

Como o LinkedIn quer acelerar a formação de creators

Ao todo, 100 criadores receberão treinamentos e incentivo de US$ 2,9 mil para colocarem suas ideias em prática

Caio Fulgêncio
25 de maio de 2022 - 16h56

Com o número cada vez maior de pessoas que se dedicam à criação de conteúdo nas redes sociais, o LinkedIn lançou, na terça-feira, 24, o primeiro Programa de Aceleração de Creators da plataforma no País. A iniciativa vai selecionar 100 criadores de diversas áreas profissionais em uma experiência de incubadora que durará seis semanas, com início em agosto.

Claudia Gasparini, líder de gerenciamento de creators do LinkedIn, diz que iniciativa quer fomentar a criação de conteúdo (Crédito: Vivian Koblinsky)

Os selecionados passarão por treinamentos com especialistas e criadores renomados sobre diversos temas, como gestão, mercado e formatos de produções, que os ajudarão a criarem uma visão mais profissional dos próprios projetos. Eles também terão acesso às ferramentas do LinkedIn, incluindo o analytics e novas funcionalidades para vídeos, e receberão o aporte financeiro de US$ 2,9 mil.

“É uma iniciativa global, que vai ter no Brasil a primeira edição da América Latina. O foco é capacitar, incentivar e inspirar criadores de conteúdo no país. Oferecemos, além de tudo, oportunidades de networking. Eles conhecerão histórias inspiradoras de outros creators, justamente para entenderem a plataforma e como esse ambiente é aberto para que o compartilhamento de suas vivências profissionais”, diz Claudia Gasparini, líder de gerenciamento de creators do LinkedIn para América Latina e Espanha.

As inscrições vão até o dia 21 de junho e podem ser feitas na página do programa. Como pré-requisito, o candidato deve residir no Brasil, ter pelo menos 18 anos e enviar uma proposta sobre o conteúdo que pretende desenvolver. As seleções serão feitas por um time de curadores da rede.

“Estamos procurando por pessoas com criatividade, paixão por geração de conteúdo, compromisso para manter a produção e vontade de gerar impacto em suas comunidades no LinkedIn, gerando oportunidades econômicas. Outro aspecto importante é a diversidade e inclusão, que é muito importante sempre”, acrescenta.

O Programa de Aceleração de Creators, conforme a executiva, faz parte de uma série de iniciativas que o LinkedIn tem tomado diante do tamanho e da relevância do mercado de criadores no país. Com foco nesse segmento, uma das principais ações da empresa foi a criação da equipe de gerenciamento de creators em toda a América Latina, que tem o objetivo de fomentar a criação e o fortalecimento de comunidades.

Claudia afirma que, a longo prazo, os esforços estão direcionados ao estabelecimento do LinkedIn como plataforma de criação de conteúdo. “O que nos diferencia como plataforma é a oportunidade de contar histórias profissionais e de inspirar. Outra coisa importante é que o LinkedIn gera conversas que trazem oportunidades econômicas. Empoderamos as comunidades e ajudamos a conectar os profissionais”, finaliza.

Publicidade

Compartilhe

Veja também