A morte de Osama nos meios de comunicacao

Buscar

A morte de Osama nos meios de comunicacao

Buscar
Publicidade

Mídia

A morte de Osama nos meios de comunicacao

Mídia norte-americana celebra a vitória sobre o inimigo; jornais brasileiros tiveram dificuldade na cobertura por conta do horário


2 de maio de 2011 - 5h12

Após ter amanhecido com a bombástica notícia do assassinato do homem mais procurado do mundo, a mídia impressa nos Estados Unidos dedicou todo seu espaço e capas para noticiar o extermínio daquele que, há uma década, era considerado o principal algoz do pais: Osama Bin Laden.

Por conta do horário em que o presidente Barack Obama discursou – 22h30 hora local de Nova York -, anunciando ao mundo que Bin Laden havia sido capturado e morto pelas tropas dos Estados Unidos, praticamente todos os jornais (de todos os distritos) dos Estados Unidos tiveram tempo para preparar capas bem chamativas, com grande destaque para a foto do ex-líder da Al-Qaeda e textos curtos – alguns com apenas uma palavra – que exprimiam a vitória do País contra o inimigo.

As frases “Bin Laden killed” e “USA kills Bin Laden” dominaram as capas dos principais jornais dos Estados Unidos. Alguns, como o Arizona Daily Star e o The Bakersfield Californian, foram mais ufanistas, destacando uma das frases do presidente norte-americano: “Justice has been done” (a justiça foi feita). Em todo o país, mais de uma centena de capa de jornais (de grande e menor circulação) deram espaço para a notícia.
As capas dos jornais norte-americanos desta segunda-feira 2 podem ser conferidas na seção “Today’s Front Pages” do site Newseum , especializado na cobertura da mídia naquele país (clique aqui para ver)

Brasil

Por conta do avançado horário – passavam de 23h45 quando a notícia começou a repercutir na internet e se iniciaram as exibições nos canais internacionais da TV por assinatura -, a maioria dos jornais brasileiros já estava com suas primeiras páginas fechadas e em fase adiantada de impressão nas gráficas, sendo possível aos mais tecnicamente capazes incluir a nova notícia em partes dos exemplares da tiragem.
Na televisão, o programa Manhattan Connection, da GloboNews, quase ao final teve sua transmissão interrompida para a entrada do plantão.

No entanto, na TV aberta, só após quase meia hora, mais precisamente às 0h27, a Rede Globo interrompeu a exibição do longa “A Rocha” e entrou com o plantão ao vivo, trazendo de volta à tela a dupla de apresentadores do Fantástico, Patricia Poeta e Zeca Camargo.

A esta altura, os grandes portais de notícias nacionais já estampavam na sua home a notícia.

Minutos depois, o pronunciamento do presidente Barack Obama foi transmitido pela Globo e Globonews, ao lado dos canais de notícia internacionais CNN e Fox News.

wraps

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Folha usa filosofia para tentar formar nova geração de leitores

    Folha usa filosofia para tentar formar nova geração de leitores

    Veículo apresenta a Coleção Pensadores para Crianças, com a proposta de apresentar a filosofia de forma mais simplificada

  • Após Disney+, Netflix também aumenta preços de assinaturas

    Após Disney+, Netflix também aumenta preços de assinaturas

    A gigante do streaming alterou valores em planos padrões, inclusive com anúncios, e o premium, dias após anúncio da rival Disney+