Greve dos roteiristas chega ao fim em acordo com estúdios

Buscar

Greve dos roteiristas chega ao fim em acordo com estúdios

Buscar
Publicidade

Mídia

Greve dos roteiristas chega ao fim em acordo com estúdios

Fim da greve em Hollywood acontece após 148 dias e é resultado de negociações para um acordo provisório de três anos que prevê melhorias à categoria

Fill out the form below to send a message:


27 de setembro de 2023 - 9h14

O Writers Guild of America (WGA), sindicato dos roteiristas dos Estados Unidos, anunciou o fim da greve da categoria nesta quarta-feira, 27.

De acordo com a associação, a decisão ocorreu após firmar um acordo provisório de três anos com a Aliança de Produtores de Cinema e Televisão (AMPTP) sobre novos modelos de contrato.

Greve dos roteiristas paralisou produções e teve o apoio de atores de Hollywood (Crédito: Getty Images)

O comunicado foi feito por meio de uma postagem do WGA em seu perfil no X (antigo Twitter). “O WGA chegou a um acordo provisório com o AMPTP. Hoje, nosso Comitê de Negociação, o Conselho do WGAW e o Conselho do WGAE votaram unanimemente para recomendar o acordo”, escreveu o sindicato. Com isso, a volta ao trabalho fica autorizada a partir desta quarta-feira.

A paralisação do trabalho ocorreu em maio e perdurou por 148 dias e teve o apoio do SAG-AFTRA, sindicato estadunidense que representa 160 mil atores. Os membros foram impedidos de participar de divulgações de projetos até o final da greve. Uma matéria da BBC indica que a greve dos roteiristas de Hollywood custou cerca de US$ 5 bilhões para a economia dos EUA.

Entre as reivindicações estavam o aumento de salário em meio à um cenário de concorrência acirrada com a ascensão do streaming. O cenário vem criando uma era de conteúdos mais curtos e menores pagamentos residuais. Além disso, a massificação da IA na indústria passou a se tornar uma ameaça. A tecnologia estaria sendo usada para a criação de roteiros, fazendo com que os redatores perdessem muitos trabalhos do zero.

Condições para o fim da greve dos roteiristas

O documento do acordo conta com quase cem páginas sobre as novas condições de trabalho da categoria. A BBC aponta também que executivos da Netflix, Disney, Universal e Warner Bros. participaram pessoalmente das negociações junto aos grupos.

Entre as previsões, está o aumento de remuneração e melhores condições de pagamentos para os roteiristas e novas exigências de níveis mínimos de profissionais em salas de roteiristas de TV. Segundo o WGA, o acordo é “excepcional” e fornece ganhos e proteções significativas para escritores em todos os setores, conforme indica reportagem da Variety.

No que diz respeito ao uso da IA, a ferramenta não pode ser aplicada para escrever ou reescrever material. Ademais, não será possível creditar conteúdos gerados por meio da IA à categoria. Seu uso também fica restrito ao consentimento da empresa, bem como ao respeito de políticas da empresa sobre a questão.

Contudo, a companhia não pode exigir que um determinado software seja utilizado para a redação e não pode fornecer materiais de autoria de redatores para treinar soluções de inteligência artificial. Para casos de materiais já gerados por IA, é dever da empresa divulgar o fato ao roteirista.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Com Semana do Cinema, setor tenta atrair público para as salas

    Com Semana do Cinema, setor tenta atrair público para as salas

    Até o dia 28, salas de todo o País terão ingresso promocional pelo valor de R$ 12

  • O Boticário será marca de beleza de Renascer

    O Boticário será marca de beleza de Renascer

    Companhia fará inserções ao logo de toda a trama, que está prevista para acabar em setembro