Patrocinadores pressionam Globo por caso de assédio no BBB

Buscar

Patrocinadores pressionam Globo por caso de assédio no BBB

Buscar
Publicidade

Mídia

Patrocinadores pressionam Globo por caso de assédio no BBB

Marcas se manifestaram nas redes sociais e, nos bastidores, cobraram atitude da emissora, que expulsou os dois participantes envolvidos no caso


16 de março de 2023 - 17h46

Atualizada em 17/3, às 15h03

Assunto que dominou as redes sociais ao longo de toda a quinta-feira, 16, os episódios de assédio que envolveram Dania Mendez, participante mexicana que ingressou no BBB 23 nessa quarta-feira, 15, em um intercâmbio do reality, esbarraram, inevitavelmente, nas marcas patrocinadoras da atração.

Após o Mercado Livre, primeira entre as patrocinadoras a se manifestar nas redes sociais, as demais marcas presentes no BBB fizeram uma onda de postagens nas redes sociais para se posicionar contra o assédio.

Na edição do programa na noite de quinta-feira, 16, a Globo exibiu as cenas da festa da noite anterior, em que o cantor Mc Guimê tocou no corpo de Dania e Antonio Cara de Sapato tentou beijá-la e abraçá-la. Após exibir as cenas, Tadeu Schmidt, apresentador do BBB, entrou em contato com a casa para avisar que ambos estavam expulsos do BBB 23.

Pressão dos patrocinadores

Antes da decisão da Globo de expulsar os participantes, ao longo de todo o dia, diretores e representantes das marcas patrocinadores do BBB 23 conversaram e cobraram uma atitude firme, por parte da Globo, em relação aos episódios da noite da festa.

No início, de acordo com o apurado pela reportagem, os patrocinadores haviam combinado de não se manifestar até uma decisão da Globo.

No fim da tarde, no entanto, por iniciativa própria, o Mercado Livre, patrocinador da categoria Big, foi a primeira marca a se manifestar publicamente sobre o tema. Em seu perfil no Instagram, o marketplace publicou a frase “Chega de Assédio”. Mesmo sem citar o programa, a marca deixa claro que “até mesmo um aperto de mãos só deve acontecer quando há consentimento de ambas as partes.”

Na sequência, após a postagem do Mercado Libre, Ademicon, Riachuelo, Coca-Cola, Nestlé, Seara, Chevrolet e outras marcas patrocinadoras do BBB 23 também começaram a usar as redes sociais para se manifestaram sobre o episódio.

Segundo o apurado pela reportagem, não houve uma ação, combinada, entre essas marcas, a respeito do posicionamento. Mas, a partir do momento em que as primeiras começaram a falar publicamente sobre o tema, as demais acharam importante também deixar clara a sua posição. Veja as postagens:

A marca Esportes da Sorte não fez um post nas redes sociais, mas divulgou um posicionamento sobre o caso.  “Um dos nossos principais lemas é o RESPEITO. Zelamos por VALORES que são imprescindíveis e inegociáveis dentro da nossa sociedade, e um deles é o repúdio a qualquer ato de assédio, abuso ou importunação. Não é NÃO, e ponto final! Existem limites dentro de uma relação que não podem, jamais, ultrapassar essas barreiras. O Esportes da Sorte se solidariza com as milhares de mulheres que foram ou são vítimas destas bárbaries diariamente.“, diz a marca.

BBB 23 tem recorde comercial

Por estarem diretamente atreladas ao BBB, as marcas patrocinadoras acabam também sendo cobradas pelo público a respeito dos acontecimentos no programa. Ao longo do dia, nas redes sociais, pessoas questionaram as marcas patrocinadoras a respeito da conduta dos participantes do programa e seu posicionamento perante o assunto.

O BBB 23 é a temporada do programa com melhor desempenho comercial. São 35 as marcas participantes do reality, que aparecem na atração com o patrocínio de provas, festas e em diversas dinâmicas e ações.

Antes mesmo do programa estrear, em 16 de janeiro, os espaços comerciais para a inserção de marcas no BBB 23 já estavam esgotados, segundo o departamento comercial da Globo.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Folha usa filosofia para tentar formar nova geração de leitores

    Folha usa filosofia para tentar formar nova geração de leitores

    Veículo apresenta a Coleção Pensadores para Crianças, com a proposta de apresentar a filosofia de forma mais simplificada

  • Após Disney+, Netflix também aumenta preços de assinaturas

    Após Disney+, Netflix também aumenta preços de assinaturas

    A gigante do streaming alterou valores em planos padrões, inclusive com anúncios, e o premium, dias após anúncio da rival Disney+