Por que a Meta está fazendo merchandising na Globo?

Buscar

Por que a Meta está fazendo merchandising na Globo?

Buscar
Publicidade

Mídia

Por que a Meta está fazendo merchandising na Globo?

Com objetivo de consolidar a marca como a dona do Instagram, Facebook e WhatsApp, big tech conta histórias em programas da emissora


8 de novembro de 2023 - 6h00

Na semana passada, os programas Mais Você, É de Casa, Caldeirão com Mion e Altas Horas exibiram histórias de pessoas que tiveram suas vidas modificadas e o trabalho reconhecido graças à visibilidade conquistada em aplicativos como Instagram e Facebook.

Cada um desses personagens, que contaram suas histórias à Ana Maria Braga, Marcos Mion e outros apresentadores da Globo foram escalados pela Meta para mostrar como os aplicativos da companhia podem impactar a vida de seus usuários.

Essa é a primeira vez que a Meta leva sua marca institucional à TV aberta em forma de ações de merchandising. Os conteúdos exibidos nos programas da Globo são a segunda etapa de uma campanha que teve início em setembro e que tem, como proposta, tornar o nome Meta mais conhecido entre o público.

Apesar da alta popularidade do Instagram, Facebook e WhatsApp entre os brasileiros, a big tech constatou a necessidade de trabalhar a divulgação de sua marca institucional.

Dessa percepção, foi desenvolvida, pela agência AlmapBBDO, a campanha “Tá na Sua Mão”, que mostrava exemplos de criadores de conteúdo que prosperaram com o auxílio das plataformas da empresa.

“Entendemos que falar da Meta, como a mãe de aplicativos como Instagram, WhatsApp e Facebook, fortalece a família das plataformas, de forma geral. Apresentar esses apps como parte de uma única estrutura fortalece o valor de cada um e da empresa, como um todo”, contou Beatriz Bottesi, diretora de marketing da Meta para a América Latina, à reportagem de Meio & Mensagem em setembro, no lançamento da campanha.

As ações de merchandising da Meta na Globo

Para dar continuidade ao plano de comunicação, após a veiculação de mensagens nas redes sociais e em peças de mídia out-of-home, a Meta viu na TV aberta a oportunidade de levar a mensagem a um público mais amplo.

Dessa forma, em um projeto desenvolvido em conjunto com a Globo e com as agências AlmapBBDO, M1 e Spark, a companhia levou as histórias dos criadores de conteúdo a alguns dos programas do canal.

As ações de merchandising começaram com a visita do influenciador Vitor DiCastro ao Mais Você. O criador de conteúdo levou um mapa astral para Ana Maria e falou sobre como os aplicativos da Meta afetaram sua trajetória pessoal e profissional.

Já na semana seguinte, o programa É de Casa contou a história da Vovó Loca, empreendedora que contou com o Instagram para popularizar e com o WhatsApp para vender suas coxinhas.

Ainda no sábado, Mion reagiu a uma apresentação do Quarteto da Arriação, formado por quatro amigos que fazem paródias de músicas com instrumentos de obras. Mais tarde, no Altas Horas, Serginho Groisman recebeu a dupla Tasha & Tracie, que contaram sobre como os aplicativos ajudaram a impulsionar a carreira.

Embora nunca tenha feito, até então, ações de conteúdo na Globo, a Meta já é anunciante do canal. A big tech já aproveitou os comerciais da emissora para divulgar campanhas dos aplicativos Facebook, Instagram e WhatsApp.

Publicidade

Compartilhe

Veja também