Sites e redes sociais lideram na busca por informação

Buscar

Sites e redes sociais lideram na busca por informação

Buscar
Publicidade

Mídia

Sites e redes sociais lideram na busca por informação

Pesquisa da Teads aponta que 76% dos entrevistados recorrem a sites de notícias ou ao YouTube para buscar notícias

Preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem:


10 de agosto de 2022 - 6h00

Em ano de Eleições, é natural que os brasileiros recorram ainda mais aos veículos em busca de informação. Nesse contexto, a internet se mostra, de forma cada vez mais forte, como a fonte principal à qual as pessoas recorrem em busca de notícias, como aponta o mais novo estudo feito pela Teads, plataforma global de mídia, em parceria com o Instituto Toluna Corporate, que procurou avaliar como os latino-americanos se relacionam com conteúdo jornalístico e publicidade.

O recorte brasileiro, que contou com a participação de 1500 pessoas, mapeou que 70% dos entrevistados consomem conteúdo noticioso mais de uma vez ao dia. Os meios digitais lideram amplamente essa busca por informação.

Entre os brasileiros pesquisados, 76% disseram que utilizam sites de notícias como fonte de informação. O mesmo percentual citou as redes sociais como sua principal fonte na hora de buscar por alguma informação. O Youtube aparece na sequência, sendo citado por 72% dos entrevistados e empatando com a TV aberta, único meio mais tradicional a figurar entre as principais fontes de informação.

 

Apesar de consumirem notícias de forma intensa, os brasileiros se mostram desconfiados em relação àquilo que leem: apenas 42% das pessoas do país pesquisados no estudo declaram que confiam nas notícias que consomem. Quando é feito o recorte para o meio digital, o índice de confiança sobe um pouco: 62% dos respondentes garantem confiar nas notícias que acessam em sites.

A atenção ao conteúdo, no entanto, parece garantida: 94% dos respondentes do brasil garantem que prestam atenção no conteúdo que acessam. A pesquisa apontou, ainda, que 88% dos brasileiros pretendem buscar informações sobre as Eleições de 2022. Dentro desse grupo, os mais interessados em notícias sobre a disputa eleitoral são as pessoas com mais de 55 anos. Nessa faixa etária, 95% dos entrevistados dizem que irão buscar por notícias relacionadas às Eleições no País.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Como a ByteDance quer entrar na corrida da inteligência artificial?

    Como a ByteDance quer entrar na corrida da inteligência artificial?

    Controladora do TikTok está desenvolvendo uma plataforma aberta para que usuários criem seu próprio chatbot, aponta jornal

  • Os vídeos mais populares do TikTok no Brasil em 2023

    Os vídeos mais populares do TikTok no Brasil em 2023

    Retrospectiva da plataforma relembra momentos trends populares que engajaram a comunidade da rede