DE 26 A 29 DE FEVEREIRO DE 2024 I BARCELONA – ESP

Opinião

Monetização e 5G

Monetização da rede 5G e o conflito entre telcos e empresas de entretenimento marcaram discussões da indústria mobile no MWC 2023


3 de março de 2023 - 16h09

Por Valéria Carrete, Chief Revenue Officer da R2U e Chief Metaverse Officer da Converge, e Giovanni Abeni, Head de Tecnologia e Operações da R2U e da Converge

Crédito: Valéria Carrete

Parte relevante da indústria mobile do mundo se reuniu no Mobile World Congress (MWC) 2023. Além de conhecer os avanços tecnológicos que devem impactar nossas vidas nos próximos anos, os debates em Barcelona foram dominados pelo tema da monetização da rede 5G, evidenciando um conflito entre telcos e empresas de entretenimento.

A implantação da rede consumiu mais de 600 bilhões de Euros nos últimos 10 anos e as empresas de telecomunicações estão diante do desafio de continuar oferecendo serviços de alta qualidade e velocidade, enquanto os consumidores desejam pagar cada vez menos.

Esse dilema explica em parte a divergência entre as grandes telcos e as empresas de entretenimento. O co-CEO da Netflix, por exemplo, argumentou que as margens dessas empresas são significativamente mais baixas do que as das grandes Telcos e propôs que elas paguem às empresas de entretenimento pela produção de conteúdo para gerar maior uso da rede pelos clientes. As empresas de comunicação acham que, como grandes consumidoras de banda, a indústria do entretenimento deveria bancar parte dos custos de infraestrutura também.

Entre os lançamentos, vale citar o GSM Open Gateway, uma iniciativa que fornecerá acesso universal às redes das operadoras para os desenvolvedores, com o objetivo de desenvolver um ecossistema poderoso.

Como não poderia deixar de ser, o metaverso também mereceu destaque no evento, com foco para o papel importante do mobile no fomento da adoção maciça da tecnologia, hoje ainda bastante restrito.
Para celebrar os feitos da indústria, o GLOMO Awards premiou a Apple como fabricante do melhor smartphone e a britânica Bullitt como destaque, reforçando o interesse da indústria pela conectividade via satélite.

Como de costume, o evento também foi marcado pelo lançamento de devices de todas as marcas, além do anúncio do facelift da marca Nokia para a unidade de serviços de infraestrutura de rede.

O Brasil marcou presença no MWC 2023 com 20 startups, que apresentaram suas soluções inovadoras. Aproveitamos para agradecer às empresas que nos apoiaram, como Sofitex e Brasil IT+.

¡Gracias por acompañarnos en el MWC 2023! Ya estamos preparados para el próximo año y prometemos aún más innovación y tecnología. ¡Nos vemos en el MWC 2024!

Publicidade

Compartilhe