Além do Código

Buscar
Publicidade

Opinião

Além do Código

Desvendando o poder do core web vitals na experiência do usuário e a revolução da navegação otimizada


9 de novembro de 2023 - 6h00

Quantas vezes, ao navegar na internet, você já não desistiu rapidamente de consumir algum conteúdo ao se deparar com um verdadeiro dilúvio de anúncios, lentidão no carregamento, mudanças abruptas na página e assim por diante? Essas são algumas das principais angústias que os usuários experimentam durante sua jornada online. Por mais que o assunto interesse e o portal seja de confiança, uma má experiência de navegação leva, frequentemente, ao abandono da página – o que impacta diretamente os KPIs do publisher, piora seu ranqueamento em sites de busca e prejudica sua rentabilidade com os anunciantes.
Você deve estar se perguntando se existe solução para esse problema, uma vez que ele esbarra em desafios fundamentais de um triângulo de interesses distintos: os publishers, as marcas anunciantes diretamente relacionadas ao setor comercial dos sites e, por fim, os próprios usuários. Este cenário se desenrola em meio a um contexto econômico marcado pela recuperação pós-pandemia, que naturalmente trouxe dificuldades comerciais ao mercado, e tem como objetivo principal conquistar e manter a atenção da audiência. No entanto, é exatamente nesse ponto que os publishers muitas vezes se perdem em suas próprias estratégias, à medida em que a busca por rentabilidade supera a importância da experiência de navegação do usuário. Consequentemente, os usuários abandonam a navegação devido a essa série de empecilhos, resultando em perdas para todos os envolvidos – usuários, publishers e anunciantes.
Os anunciantes, por sua vez, buscam que suas campanhas alcancem a maior audiência possível e causem um impacto significativo, estimulando o engajamento. Além disso, anseiam que suas campanhas sejam veiculadas em um contexto relevante. Idealmente, esses objetivos não devem comprometer outros aspectos importantes, como patrocinar experiências que prejudiquem a navegação de clientes ou potenciais consumidores, por exemplo, o que representa um risco considerável e crescente para a percepção que a marca deseja construir.

Do lado dos publishers, o grande desafio é encontrar o equilíbrio entre a necessidade de exibir anúncios para gerar receita e a importância de proporcionar uma experiência positiva aos usuários, assegurando boas classificações nos Core Web Vitals e mantendo uma audiência orgânica altamente engajada. Este conceito começou a ser desenvolvido pelo Google em 2019, quando a empresa anunciou que adotaria três parâmetros como um dos principais fatores de ranqueamento para sites no seu algoritmo de busca.
O lançamento oficial do Core Web Vitals ocorreu em 2021, ao redor de três métricas essenciais que definem a experiência online para os usuários: Largest Contentful Paint (LCP), que mede o tempo de carregamento do conteúdo principal da página; First Input Delay (FID), que indica a resposta do site a interações do usuário; e a Cumulative Layout Shift (CLS), que observa mudanças inesperadas na disposição dos elementos. O bom desempenho nessas métricas não só reflete uma navegação rápida e responsiva, mas também impacta positivamente a taxa de conversão e o tempo que os usuários passam nos sites.
É importante reconhecer que o carregamento de anúncios pode ter um impacto negativo nas métricas de Core Web Vitals, especialmente quando os anúncios não são carregados de forma otimizada ou se tornam excessivamente pesados. No entanto, existem várias estratégias que os publishers podem adotar para minimizar esse impacto, como a implementação do Lazy Load, uma técnica que melhora o desempenho das páginas da web ao atrasar a execução de scripts e a exibição de anúncios até que se tornem visíveis para o usuário, entre outras práticas eficazes.
Neste sentido, é essencial que os publishers contem com parceiros que ofereçam suporte para reduzir o impacto dos anúncios nas métricas de Core Web Vitals e auxiliar na melhoria da performance e da experiência do usuário em seus sites. Aqui na Teads, os esforços são contínuos para que os publishers possam proporcionar experiências positivas aos usuários, evitando, portanto, este tipo de impacto negativo. Metaforicamente, é como se a Teads fosse um verdadeiro guardião de qualidade e boas experiências para os três envolvidos: publishers, anunciantes e usuários.

Na atuação, este posicionamento e as práticas da Teads a estabelecem como um parceiro estratégico para publishers e anunciantes. Compreendendo a importância dessas métricas, nos destacamos como uma solução end-to-end que oferece uma abordagem integrada, desde o player até a otimização criativa dos anúncios.

É imprescindível não apenas compreender a importância do Core Web Vitals, mas também adotar medidas significativas para otimizar formatos e criativos. Iniciativas como a Coalition for Better Ads, a verificação de conteúdo publicitário e o monitoramento constante são demonstrações do compromisso de empresas sérias em manter a credibilidade, excelência e a minimização de experiências negativas. Isso, por sua vez, reforça a importância de parcerias de alta qualidade para publishers e parceiros que valorizam e adotam todas as melhorias introduzidas no mercado pelo Core Web Vitals.

A dinâmica da publicidade digital está em constante evolução. Sabemos que os publishers, junto às marcas anunciantes, não podem fugir das mudanças nessa indústria, mas eles têm a oportunidade de escolher parceiros que lideram essas transformações e os ajudam a navegar nesse cenário em constante mudança. Ao escolher parceiros de qualidade e adotar estratégias alinhadas com o Core Web Vitals, os players digitais estão não apenas sobrevivendo, mas prosperando, oferecendo experiências superiores aos usuários digitais.
Seria a reintrodução do Google Search às suas origens a chave para aprimorar a experiência de navegação dos usuários? Às vezes, soluções simples superam as mais complexas, e o back to basics, neste caso, pode ser considerado o caminho para o futuro.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Inovação na era dos marcos regulatórios

    E o que sua startup tem a ver com isso?

  • Marketing de conteúdo e a jornada do empreendedor

    Com todas as peças encaixadas, nota-se um ponto em comum que une perfeitamente o empreendedor e o profissional de marketing: o foco no cliente