301.yt focará em efetividade nos vídeos

Buscar

Comunicação

Publicidade

301.yt focará em efetividade nos vídeos

Nova agência de Wagner Martins atuará no desenvolvimento de formatos para canais no YouTube e cobrará de acordo com o sucesso das empreitadas


9 de janeiro de 2014 - 2h57

*Colaborou Felipe Turlão

No final de 2013, ao ser questionado se estaria envolvido no caso do “Rei do Camarote”, o polêmico personagem retratado nas páginas de Veja São Paulo, Wagner Martins, mais conhecido como Mr. Manson, negou a participação e comentou com a reportagem de Meio & Mensagem que, em breve, lançaria um negócio que prometia agitar o mercado digital. Quase dois meses depois, Martins apresenta a 301.yt, agência especializada no desenvolvimento de formatos para vídeos virtuais.

Com passagem pela Espalhe, uma das maiores agências de guerrilha do Brasil, e responsável pelo blog de zueiras e humor Cocadaboa, Wagner rejeita o rótulo de “produtora de virais” para o novo investimento. “Essa busca foi a desgraça das marcas nessa primeira década do YouTube. Muito dinheiro foi gasto e uma infinidade de vergonha alheia foi produzida”, argumenta. Segundo o profissional, hoje o sucesso do site do Google não está nos vídeos isolados, mas sim na criação de canais elaborados, exatamente o nicho a ser explorado por sua empresa.

O principal diferencial da 301.yt, no entanto, é o modelo de remuneração. Wagner e sua equipe receberão de acordo com o sucesso de suas produções. “Não cobraremos criação e planejamento. O cliente só pagará os custos de realização, que podem ser feitos com parceiros deles ou fornecedores indicados por nós. Só ganharemos dinheiro se o vídeo der certo”, afirma. A Ambev é o primeiro cliente da agência, que estreará em fevereiro ações para Bohemia e Skol.
 

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”