Conheça os melhores diretores de comerciais do País

Buscar

Comunicação

Publicidade

Conheça os melhores diretores de comerciais do País

Votos de 90 criativos e RTVs das maiores agências brasileiras apontam Jones+Tino, sócios da Stink, como melhores da direção de filmes publicitários na atualidade


13 de setembro de 2016 - 10h18

Por Alexandre Zaghi Lemos e Isabella Lessa

Enquete realizada por Meio & Mensagem junto a profissionais das maiores agências de publicidade do País aponta os melhores do mercado de produção. De 23 a 31 de agosto, a reportagem ouviu 90 criativos que ocupam posições de presidentes, vice-presidentes ou diretores e líderes das áreas de produção e RTVs. A eles foram pedidas indicações dos melhores diretores e produtoras de filmes publicitários e de som, além de menções sobre novos talentos. Prova da diversidade atual do setor no País é que a pesquisa gerou uma lista final com 170 nomes de diretores e 110 empresas. Veja, a seguir, quais foram os mais votados como melhores diretores de filmes publicitários e trabalhos recentes por eles realizados. E, também nesta página, veja a metodologia da construção do ranking e os nomes de todos os profissionais de agências ouvidos. Nos próximos dias serão publicados os rankings de novos talentos e produtoras de filmes e som.

jones + tino1º Jones+Tino (Stink) – 257 pontos
Jones+Tino costumam dizer que nada foi planejado na bem-sucedida carreira da dupla. Até a forma como começaram a trabalhar juntos foi aleatória: em 2004, o carioca Jones foi transferido da F/Nazca S&S do Rio para o escritório de São Paulo, onde Tino, natural de Piracicaba, acabava de entrar depois de ter trabalhado na Leo Burnett. Lá, foram apresentados e posicionados como dupla criativa para atender a conta da Claro. “A gente costuma falar que foi um ‘blind date’. Não tínhamos relação alguma, mas precisávamos sobreviver, então a única maneira era ajudar um ao outro”, contam. Seis anos depois, com a saída da conta da Claro, encerraram a trajetória na F/Nazca. A agência, porém, ajudou os ex-criativos na nova fase com câmeras na mão. Em 2012, dirigiram os filmes “Addiction” e “Before and After”, criados pela F/Nazca para Nike, que foram aclamados mundialmente. No mesmo ano, foram responsáveis pela superprodução “We All Run”, um filme da Adidas criado pela Sid Lee (no Brasil, a campanha foi adaptada pela AlmapBBDO) com jogadores como Lionel Messi e David Beckham e a cantora Katy Perry, filmado em diferentes cidades do mundo. No entanto, após filmar o comercial milionário, a dupla deu uma estagnada de seis meses. Nesse período, eram representados pela francesa Iconoclast, mas conheceram o fundador e CEO da Stink, Daniel Bergmann, e tornaram-se sócios da operação brasileira da produtora no final de 2012. Em 2015, o nome Jones+Tino ganharia os holofotes mais uma vez, por conta da direção do filme “100”, da F/Nazca para a Leica. A peça ganhou o primeiro Grand Prix em Film da publicidade brasileira em Cannes, além de 2 Ouros e 3 Pratas em Film Craft.

2º Claudio Borrelli (Killers) – 164 pontos
À frente da Killers ao lado da produtora-executiva Julia Tavares, o diretor é formado em cinema pela Universidade da Califórnia (Ucla). Em 2004, foi incluído na lista Saatchi & Saatchi New Directors Showcase, exibida anualmente no Festival de Cannes.

3º Pedro Becker (Fat Bastards) – 101 pontos
Sócio da produtora Fat Bastards – que atua de forma independente, mas com apoio e em sociedade com a Movie&Art – ao lado de Fernando Carvalho e André Pinho, o diretor é também representado pela RSA Films, produtora do Ridley Scott, em Los Angeles, nos Estados Unidos.

4º Vellas (Saigon) – 84 pontos
Sócio da Saigon, iniciou carreira como diretor de arte em agências. Em 2009, decidiu começar a trabalhar como diretor de animação na Ioiô Filmes e Prodigo Films. Adquiriu interesse por fotografia e, aos poucos, tornou-se diretor de cena, até que dirigiu o filme “Alma” (da F/Nazca para Leica) e ganhou diversos prêmios internacionais.

5º Dulcidio Caldeira (Boiler) – 73 pontos
Foi redator na AlmapBBDO e na BBDO NY e, posteriormente, atuou como diretor geral de criação da Almap. Nos últimos seis anos, ganhou 5 Leões por trabalhos como diretor de cena na Paranoid. Acaba de lançar a Boiler Filmes, produtora com foco em comerciais e projetos de branded content.

6º Carlão Busato (Hungry Man) – 63 pontos
É sócio da Hungry Man, produtora que está há 10 anos no Brasil, ao lado de Alex Mehedff, Bryan Buckley e Gualter Pupo.

7º Dois (Saigon) – 56 pontos
Dupla formada em 207 por João Dornelas e Pedro Pereira. João começou a trabalhar aos 18 anos como montador e é diretor desde os 22. Já Pedro começou a carreira como redator em agências de publicidade como a McCann Erickson, onde atuou por dez anos.

8º Rodrigo Saavedra (Landia) – 48 pontos
Antes de se concentrar na carreira de diretor de filmes, passou pelas áreas de criação de Mother Londres, W+K Amsterdam, Santo Buenos Aires e Africa.

9º Clovis Mello (Cine) – 27 pontos
Iniciou carreira na Rede Globo, no início dos anos 80, como editor de VT, aos 20 anos de idade. No final da década de 80, começou atrabalhar como diretor de filmes publicitários até se associar, em 1994, ao produtor Raul Doria para lançar a Cine.

10º Mariana Youssef (Barry Company) – 26 pontos
Depois de quase dez anos com redatora em agências de publicidade, migrou para a carreira de diretora de filmes.

11º André Godoi (Prodigo) – 25 pontos
Trabalhou por dez anos como redator na AlmapBBDO, Santa Clara, Loducca e GiovanniFCB. Em 2009 passou a se dedicar a carreira de diretor e desde 2012 é sócio da Prodigo.

11º Alex Gabassi (O2 Filmes) – 25 pontos
Começou sua carreira em Londres, onde trabalhou durante 4 anos com a companhia de teatro inglesa Complicité, como stage manager e assistente de direção. Em 2004, passou a dirigir filmes comerciais e desde 2007 é diretor da O2 Filmes.

Como foram feitos os rankings
De 23 a 31 de agosto, a reportagem de Meio & Mensagem ouviu 90 criativos que ocupam posições de presidentes, vice-presidentes ou diretores e líderes das áreas de produção e RTVs das maiores agências do País (veja mais abaixo todos os nomes). A eles foram pedidas indicações de cinco melhores diretores de filmes publicitários, cinco melhores produtoras de imagens e cinco melhores produtoras de som para publicidade, além de três novos talentos mais promissores na direção de filmes publicitários. A maioria dos entrevistados preencheu toda a lista com suas lembranças espontâneas, embora alguns tenham indicados menos nomes. Podiam ser mencionados qualquer profissional e empresa atuantes no mercado brasileiro. Os participantes enviaram suas listas por ordem de preferência, para que a reportagem pudesse dar peso maior aos primeiros e finalizasse os rankings por pontos, atribuindo 5 pontos para os indicados em primeiro lugar, 4 para os segundos, 3 para os terceiros, e assim sucessivamente. O voto de cada profissional não será divulgado, apenas o consolidado final de todos os votantes.
Como é natural, as listas finais de empresas têm votação mais concentrada que as de profissionais. Ao todo, os entrevistados mencionaram 53 produtoras de imagem e 58 de som. Nos dois rankings publicados aparecem aquelas que conseguiram, no mínimo, 40 pontos – que, nesses casos, significaram a presença em nas listas de pelo menos 15 dos 90 entrevistados. As menções a profissionais totalizaram 91 diretores e 108 novos talentos, embora neste caso haja sobreposições. Para resolvê-las, a reportagem considerou a inclusão dos diretores na categoria em que foram mais citados. Por exemplo, a dupla Alaska recebeu votos na enquete de melhores diretores, mas a grande maioria das menções a ela vieram na pesquisa sobre novos talentos, onde foi incluída considerando a pontuação recebida em ambas áreas.

O júri
Os eleitores responsáveis pela escolha dos melhores da área de produção e suas respectivas agências no momento do voto (de 23 a 31 de agosto)
Criativos: André Figueiredo (Fischer), Andre Passamani (Mutato), André Pedroso (Momentum), Arício Fortes (DM9DDB), Augusto Moya (Revolution), Beta Harada (Grey), Bruno Prosperi (AlmapBBDO), Carlos Fonseca (R/GA), Carlos Todero (Flagcx), Cassio Moron (LDC), Claudio Lima (Ogilvy), Dedé Eyer (NBS), Eduardo Battiston (Isobar), Eduardo Camargo (Mutato), Eduardo Martins (Talent Marcel), Emerson Braga (Propeg), Fabio Miraglia (Heads), Fernando Rodrigues (Z+), Flavio Casarotti (Menta), Flávio Waiteman (Escala), Guilherme Jahara (Fbiz), Guime Davidson (WMcCann), Gustavo Diehl (Lew’Lara\TBWA), Guy Costa (We), Henrique Carvalho (3A Worldwide), Jairo Anderson (VML), Joanna Monteiro (FCB), João Caetano Brasil (Leo Burnett Tailor Made), José Borghi (Mullen Lowe), Kevin Zung (Publicis), Leo Avilla (Santa Clara), Leonardo Corvo (Multi Solution), Márcio Ribas (Neogama), Marcos Medeiros (CP+B), Mario D´Andrea (Dentsu), Paulo Sanna (Wunderman), Pedro Prado (F/Nazca S&S), Pernil (AlmapBBDO), PH Gomes (Mood), Rafael Donato (David), Rafael Urenha (DPZ&T), Renato Pereira (REF+T), Renato Simões (W+K), Ricardo John (J. Walter Thompson), Rodolfo Barreto (BETC), Rodolfo Sampaio (Moma), Rodrigo Esteves (SapientNitro), Sergio Gordilho (Africa), Sophie Schonburg (McGarryBowen), Theo Rocha (F/Nazca S&S), Thomaz Munster (Nova/SB), Vico Benevides (GTB) e Zico Farina (Artplan)
Produtores / RTVs: Ana Denaro (Agência3), Ana Luisa André (LDC), Ana Ourique (Artplan), Andrea Metzker (NBS), Celso Groba (Leo Burnett Tailor Made), Charles Nobili (FCB), Deocleciano Junior (Dentsu), Fabiano Beraldo (DM9DDB), Fabiano Proença (Heads), Gilberto Pires (Fischer), Hermínia Weinstock (Talent Marcel), Iara Demartini (Fbiz), Juliana D’Antino (McGarryBowen), Juliana Emeric (We), Juliana Leonelli (Propeg), Juliana Motta (Isobar), Luzia Oliveira (Lew’Lara\TBWA), Marcelo Corrêa (Escala), Marcelo Hack (WMcCann), Marcia Lacaze (J. Walter Thompson), Mariah Bayeux (Neogama), Mariana Mendes (Grey), Mariane Goebel (David), Marina Fridman (DPZ&T), Mayane Milinavicius (Master), Monica Andrade (Wunderman), Nicole Godoy (Y&R), Nilvia Centeno (Nova/SB), Priscilla Sanches (Santa Clara), Rafael Rosi (Ogilvy), Regiani Pettinelli (W+K), Renata Sayão (CP+B), Rodrigo Ferrari (Africa), Tato Bono (Publicis), Tina Araujo (Z+), Verinha Jacinto (AlmapBBDO) e Victor Alloza (F/Nazca S&S)

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”