Roberto Lima é o novo presidente da Natura

Buscar

Marketing

Publicidade

Roberto Lima é o novo presidente da Natura

Executivo deixará o comando da rede Publicis Worldwide no Brasil para substituir Alessandro Carlucci


19 de agosto de 2014 - 10h04

Os funcionários da Natura acabam de ser avisados que Alessandro Carlucci não é mais o presidente da companhia. Ele estava no cargo desde março de 2005.

Seu substituto será Roberto Lima, chairman no Brasil da rede Publicis Worldwide, que assumirá o posto em 8 de setembro. Ex-presidente da Vivo e do Grupo Credicard, ele já fez parte do conselho de administração da Natura.

De acordo com comunicado da Natura, Carlucci comunicou já no final do ano passado aos fundadores da companhia a intenção de deixar o cargo, que ocupou por dez dos 25 anos de carreira na empresa. Ele participará do processo de transição até o final do ano.

“Não será um novo início, mas uma volta entusiasmada. Conheço e admiro a empresa e seus profissionais que coloco entre os melhores que já conheci. A Natura tem uma história exemplar e uma estratégia em curso à qual buscarei dar minha contribuição, seguindo fielmente os princípios e valores que fizeram desta empresa uma das mais admiradas no Brasil e internacionalmente”, afirmou Roberto Lima, no comunicado.

Lima deixa a Publicis Worldwide oito meses após assumir a presidência da rede francesa no Brasil.

Nesse curto período, a companhia promoveu duas incorporações de agências: a Publicis Brasil absorveu a Red Lion e a  QG Propaganda foi incorporada pela Talent – além de estudar a fusão entre Taterka e DPZ (agência que passou para a responsabilidade de Lima em fevereiro deste ano).

CEO global da Publicis Worldwide, Arthur Sadoun afirmou em comunicado que “quando Roberto aceitou se juntar a nossa rede para me ajudar na gestão das nossas agências no Brasil, nós sabíamos que seria por um período limitado de tempo, com algumas missões específicas a cumprir”.

Com isso, as agências da Publicis Worldwide no Brasil e seus respectivos CEOs se reportarão diretamente a Sadoun. São elas: Talent, comandada pelo CEO José Eustachio; DPZ, do diretor-geral Tonico Pereira; e Publicis Brasil, Salles Chemistri, Publicis Dialog, AG2 Publicis Modem, Digitas e Razorfish, todas as seis sob responsabilidade do CEO Orlando Marques.

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”