Burger King explica a diferença entre opinião e preconceito

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

Burger King explica a diferença entre opinião e preconceito

Rede de restaurantes trouxe publicações de haters como opinativas em oposição a discursos contra minorias


8 de novembro de 2018 - 12h42

Com o objetivo de mostrar a diferença entre opinião e preconceito, o Burger King lança uma campanha na qual expõe comentários negativos à rede em comparação a declarações contra indígenas, negros e pessoas da comunidade LGBTQ+. 

A ação foi criada pela David São Paulo  e conta com parceria das ONGs: AZMina, que produz conteúdo sobre movimentos de mulheres; CEERT, voltada à promoção de igualdade de raça e gênero; e a Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo.

Recentemente, a rede decidiu entrar na seara política ao abordar temas como as implicações do voto nulo. Em entrevista ao Meio & MensagemAriel Grunkraut, diretor de vendas e marketing do BK Brasil, afirmou que “era importante se posicionar e explicar para as pessoas o que acontece quando se vota nulo e branco. E quando falamos sobre hackvertising, tem muita relação com esse tipo de ação. Entrar na conversa como marca e ter uma opinião”.

O filme da campanha está na redes sociais da marca. Confira:

**Crédito da imagem no topo: Reprodução/Burger King

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • preconceito

  • Opinião

  • burger king

  • david

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”