FIFA 23: All Out incentiva o uso de braçadeira proibida pela entidade

Buscar

FIFA 23: All Out incentiva o uso de braçadeira proibida pela entidade

Buscar
Publicidade

Comunicação

FIFA 23: All Out incentiva o uso de braçadeira proibida pela entidade

Usuários criaram a braçadeira em prol da comunidade LGBTQIA+ que fora proibida na Copa do Qatar


2 de dezembro de 2022 - 10h32

FIFA 23 - Campanha All Out - Play for Love

Campanha da All Out para o jogo FIFA 23: #PlayForLove (Crédito: Divulgação)

Se a FIFA proíbe no mundo real, o fã de futebol dá um jeitinho de contornar no mundo virtual. Os usuários criaram uma modificação (MOD) para o game de futebol que permite a utilização da braçadeira “One Love” pelos jogadores de FIFA 23. A entidade futebolística fez proibição de quaisquer ativismo relacionados a comunidade LGBTQIA+ por parte dos times durante a Copa do Qatar.

Em parceria com a agência AlmapBBDO, a ong All Out disponibilizaram massivamente a alteração no game para download. “O que o All Out está fazendo é uma campanha para divulgar a existência do MOD e para incentivar seu uso no game”, contam Rafael Gil e Rodrigo Almeida , diretores executivos de criação da AlmapBBDO.

 Além disso, All Out criou, em resposta à regra estabelecida pela FIFA para a Copa do Qatar, a campanha #PlayWithLove. O projeto conta com streamers e pro-players nacionais e internacionais que vão transmitir as suas participações ao vivo nas plataformas de streaming – destacando os jogadores utilizando a braçadeira. “Hoje os streamers de games são vozes muito poderosas, principalmente junto ao público jovem, justamente o público que pode e vai mudar o mundo”, dizem.

A ideia da iniciativa é lembrar que sempre existe uma saída para as pessoas que buscam se expressar e levantar algum tipo de bandeira. Eles ainda ressaltam que a promoção da união da sociedade para mudanças sociais é também mensagem da campanha. “O importante, seja no mundo real ou no virtual é as pessoas se posicionarem. Acreditamos que a pressão pública faz a diferença. E encontramos uma maneira de demonstrar que a FIFA/Catar até podem controlar os jogadores, mas ninguém mais pode controlar a sociedade”, complementa Gil.

A ong está presente em muitas partes do mundo e atua diretamente na mobilização de pessoas para defender a igualdade de direitos para lésbicas, gays, bissexuais e pessoas trans, envolvendo-se em projetos de combate a leis LGBTfóbicas em diversos países. O Qatar é um país com dilemas sociais e violações dos direitos humanos, sobretudo, em relação a pessoas da comunidade LGBTQIA+.

O arquivo para download da braçadeira One Love está disponível e pode ser utilizado por qualquer pessoa com acesso ao FIFA 23.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Centrum usa painéis de OOH para mapear árvores frutíferas em São Paulo

    Centrum usa painéis de OOH para mapear árvores frutíferas em São Paulo

    Ação foi desenvolvida em parceria com a WMcCann e JCDecaux e destaca a importância das vitaminas encontradas nas frutas

  • Campanhas da Semana: Ronaldinho Gaúcho e Vini Jr inspiram ações

    Campanhas da Semana: Ronaldinho Gaúcho e Vini Jr inspiram ações

    Bruxo estrela campanha do Prime Video, enquanto craque do Real Madrid recria entrevista icônica para Pepsi