WPP compra empresa brasileira de tecnologia

Buscar

WPP compra empresa brasileira de tecnologia

Buscar
Publicidade

Comunicação

WPP compra empresa brasileira de tecnologia

Para fortalecer sua oferta, holding adquire DTI, especializada em transformação digital e engenharia de software


10 de fevereiro de 2021 - 4h00

Stefano Zunino: “Esse é o momento Kodak na comunicação”, (Crédito: Arthur Nobre)

Nesta quarta-feira, 10, a WPP anunciou globalmente a compra da empresa brasileira de soluções digitais DTI. Com sede em Belo Horizonte e equipes espalhadas por todo o País, a companhia foi fundada em 2009 e emprega 800 pessoas. Seus serviços vão desde o desenvolvimento de sistemas de suporte de back-office, como automação da área de suprimentos e software de coleta de dados, até aplicativos e plataformas voltados para o consumidor, incluindo marketplaces e interfaces de serviços ao cliente.

Segundo Mark Read, CEO da WPP, a abordagem proprietária da DTI é baseada em metodologia ágil, design thinking e permite que suas equipes de desenvolvimento criem soluções eficazes e escaláveis para atender às necessidades do mercado. “Nossos clientes estão procurando soluções totalmente integradas que combinem criatividade com tecnologia de ponta para ajudá-los a se adaptar e responder ao ambiente de negócios em rápida mudança”, afirmou o executivo.

De acordo com Stefano Zunino, country manager da WPP para o Brasil, a aquisição está em linha com os objetivos da holding: expandir sua atuação nas áreas de experiência, comércio e tecnologia. O profissional também lembrou que a operação vai fortalecer a capacidade do grupo em oferecer soluções completas em transformação digital para seus clientes, além de complementar as ofertas atuais sob o ponto de vista de comunicação, marketing e negócios.

Embora a DTI seja a primeira empresa de tecnologia que a WPP adquire no Brasil, Stefano lembrou que esse aporte mais incisivo da holding no meio digital começou em 2009, e contou com diversos movimentos na área de comunicação, como as aquisições de agências como Blinks, i-Cherry e Mirum no País.

Globalmente, outras holdings de comunicação também colocaram a tecnologia e os dados primários na primeira prateleira de prioridades de aquisição nos últimos anos. Em 2019, em uma das maiores transações de sua trajetória, o Publicis Groupe anunciou a compra da Epsilon por US$ 4,4 bilhões. Em 2018, o IPG comprou a Acxiom Marketing Solutions por US$ 2,3 bilhões. No mesmo ano, a S4 Capital, fundada por Martin Sorrell, comprou a MightyHive e a Media Monks.

Stefano lembrou que a demanda por tecnologia não está apenas nas plataformas e na comunicação, mas também em diversos processos e estratégias que precisam ser mais ágeis nos dias de hoje, e a pandemia acelerou essa necessidade. “Esse é o momento Kodak na comunicação”, afirma, fazendo referência ao termo que virou sinônimo de disrupção no mercado corporativo.

A DTI tem em sua lista de clientes empresas como Vale, Localiza, MRV, FCA, Gerdau, Serasa Experian, Hermes Pardini, Pottencial, BS2, Ânima e Bayer. Vale lembrar que os termos do negócio não serão divulgados e a aquisição está sujeita às aprovações regulatórias.

*Crédito: piranka/iStock

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Campanhas da Semana: da TV ao cinema

    Campanhas da Semana: da TV ao cinema

    Warner Bros traz Nina Baiocchi e Toninho Tornado para promover a estreia de Twisters e Nubank convida Ana Maria Braga para ser herdeira da Casa do Dragão

  • Patrocinadora do COB, XP destaca elite do esporte brasileiro

    Patrocinadora do COB, XP destaca elite do esporte brasileiro

    Campanha reforça compromisso da marca em investir nos atletas e traz Alisson dos Santos, Rafaela Silva, Stephanie Balduccine como protagonistas