DPZ passa a responder a Roberto Lima

Buscar

Comunicação

Publicidade

DPZ passa a responder a Roberto Lima

Chairman da Publicis Worldwide desde o início do ano ganha novas responsabilidades

Alexandre Zaghi Lemos
24 de fevereiro de 2014 - 3h43

Chairman da Publicis Worldwide desde o início do ano, Roberto Lima ganha novas responsabilidades com a entrada da DPZ, até então independente, para o grupo de agências sob seu comando.

Uma das possibilidades aventadas quando o Publicis assumiu o comando da DPZ, em 2011, era a adição da agência à rede Saatchi & Saatchi, o que acabou não acontecendo.

Inicialmente, Lima respondia como chairman de oito agências: Talent, Publicis Brasil, Salles Chemistri, Publicis Red Lion, AG2 Publicis Modem, Publicis Dialog, Digitas e Razorfish.

Um dos objetivos do Publicis Groupe com os quais Lima poderá contribuir é o de enxugamento na quantidade de agências. O executivo tem experiência com operações do tipo: quando entrou na Vivo a corporação era integrada por 14 empresas; e quando saiu todas haviam sido consolidadas em uma só.

No final do ano, a Talent já absorveu a QG. A próxima operação a ser incorporada por outra maior poderá ser a da Red Lion.

A entrada da DPZ para o grupo que respondem a Lima ocorre no momento em que o Publicis Groupe estuda uma possível fusão da agência com a Taterka, que passou a ser 100% controlada pela holding francesa em dezembro, mas leva vida independente, não ligada a nenhuma rede do conglomerado. Entretanto, a complexidade da operação pode deixar as coisas como estão.

Nas próximas semanas deve ser concluída a compra pelo Publicis Groupe dos 30% da DPZ que ainda estão nas mãos dos sócios Roberto Duailibi, José Zaragoza e herdeiros de Francesc Petit (morto em setembro).
 

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”