Com trimestre positivo, Omnicom nega interesse por ativos do WPP

Buscar

Comunicação

Publicidade

Com trimestre positivo, Omnicom nega interesse por ativos do WPP

John Wren anunciou crescimento de lucro de pouco mais de US$20 milhões e comentou a saída de Martin Sorrell


18 de abril de 2018 - 15h54

Créditos: SpencerPlatt/GettyImages

Por Megan Graham, do Ad Age*

Durante anúncio do balanço financeiros do primeiro trimestre do Omnicom, o CEO do grupo, John Wren, se pronunciou sobre a possibilidade de adquirir empresas do WPP caso fossem postas à venda – e ainda falou sobre Martin Sorrell.

“Tenho muito respeito por Martin por diversos motivos,” afirmou Wren, respondendo à analista Morgan Stanley, que questionou se o grupo estaria interessado por valores do WPP. O executivo ainda relembrou o fato de ter competido com Sorrell por pelo menos 25 anos.

Sorrell saiu da companhia após uma investigação interna sobre má-conduta, encerrando uma longa carreira na maior holding de agências do mundo.

Após a saída de Sorrell, analistas especularam que o WPP poderia começar a vender algumas de suas muitas empresas.

Wren afirmou que “não seria capaz de responder especificamente” sobre se o WPP pode vir a vender seus bens, mas afirmou que as possíveis companhias especuladas por analistas não interessam ao Omnicom.

“Eu entendo que Sorrell estava no processo de reavaliar seu portfólio, não sei qual a conclusão que a nova liderança terá sobre o assunto”, afirmou Wren. Quando questionado sobre a Kantar e outros nomes, o executivo afirmou que “eles não estão no centro das atenções de nossas aquisições”.

O balanço anunciado pelo Omnicom aponta que o lucro líquido do primeiro trimestre de 2018 foi de US$264,1 milhões. No mesmo período do ano passado, a holding alcançou a marca de US$241,8 mi. A companhia também registrou crescimento de 1,2% de sua receita global, de US$3,63 bi para US$3,59 bi. O crescimento orgânico da holding, que não leva em conta variações de câmbio, aquisições e outras interferências externas, registrou aumento de 2,4%.

Em uma nota aos investidores, Brian Wieser, analista sênior do Pivotal Research, afirmou que o balanço foi “satisfatório em relação às expectativas, mas não significativamente”.

*Traduzido por Salvador Strano

Publicidade

Compartilhe