“Reputação de agência vai além de criatividade e eficiência”

Buscar

Comunicação

Publicidade

“Reputação de agência vai além de criatividade e eficiência”

Para Keka Morelle, é preciso levar em conta índices de diversidade, satisfação dos talentos e impacto das ações na sociedade

Renato Rogenski
3 de fevereiro de 2021 - 6h00

Keka Morelle: “As premiações são parâmetros importantes” (Crédito: Divulgação)

Em 2020, pela primeira vez na história, o Festival Internacional de Criatividade de Cannes foi cancelado. Na semana em que ocorreria o julgamento das peças e a entrega dos Leões, a organização realizou apenas lives de conteúdo, com debates, keynotes e homenagens. Já o Wave Festival, realizado por Meio & Mensagem para reconhecer os melhores trabalhos da indústria criativa latina, teve suas edições de 2020 e 2021 canceladas, por conta do novo coronavírus.

Outras premiações de criatividade como The One Show, D&AD, Clio e Effie mantiveram as premiações, algumas delas realizadas exclusivamente online. Com uma sequência de impactos como retração econômica, ambiente de incertezas, receio dos anunciantes com os rumos dos investimentos e até mesmo o tom das campanhas publicitárias, uma pergunta se torna inevitável quando o assunto é festival: qual é a relevância das premiações no atual contexto?

Na entrevista a seguir, a chief creative officer da Wunderman Thompson, Keka Morelle, avalia a questão, reconhece que houve uma mudança no olhar do mercado para as premiações, mas sustenta que a relevância se manteve a mesma de antes.

Meio & Mensagem – As premiações perderam ou ganharam relevância neste contexto de pandemia?
Keka Morelle –
Com o foco de todos na pandemia e em todas as ações que foram necessárias, em um cenário de negócios desafiador, não faria sentido manter o mesmo olhar para as premiações. Os festivais mais relevantes se destacaram no período. A relevância, no meu ponto de vista, se manteve a mesma da leitura que nós fazemos sobre premiações.

M&M – E qual é essa leitura?
Keka –
As premiações são parâmetros importantes para o mercado, em termos de excelência criativa, inovação, eficiência, registro histórico, mas elas não devem ser a meta e sim a consequência do que é o nosso foco, que é resolver os problemas dos nossos clientes de forma muito eficiente e inovadora. Isso nos levará ao melhor trabalho para nossos clientes, para as pessoas da Wunderman Thompson e para a sociedade.

M&M – Qual é a real relevância das premiações para as marcas, agências e profissionais criativos?
Keka –
Hoje a reputação de uma agência é medida por esses índices de criatividade e eficiência, mas também pelos seus índices de diversidade, satisfação dos talentos e impacto das ações na sociedade. Um verdadeiro ranking é aquele que olha para o todo.

M&M – Qual é o impacto para a carreira dos profissionais e para o marketing das agências e marcas deste vácuo deixado por alguns festivais que não aconteceram em 2020, como o Cannes Lions?
Keka –
Todos deveriam ter carreiras sólidas o suficiente para sobreviverem um ano sem premiações e reconhecimentos como Cannes Lions. O impacto que um bom profissional deveria ter orgulho de causar, no ano que passou, seria ter a certeza de ter ajudado a manter empregos, ajudado as marcas a se conectar com as pessoas e a levar as mensagens corretas ao público.

*Imagem de topo: microstockhub/ istock

Publicidade

Compartilhe