E-commerces de moda se movimentam

Buscar

Marketing

Publicidade

E-commerces de moda se movimentam

Dafiti lança novo posicionamento de marca e Passarela faz parceria com Casa de Criadores

Roseani Rocha
13 de abril de 2016 - 8h00

Recentemente, o Grupo Netshoes tomou iniciativas importantes para incrementar ainda mais a performance da sua marca de moda, a Zattini. São exemplos a aquisição da Shoestock e a contratação da atriz Giovanna Antonelli como nova estrela da marca. Mas as movimentações no e-commerce fashion não param por aí. Esta semana, Dafiti e Passarela também têm novidades.

Criada em 2011, a Dafiti viu o mercado se tornar mais competitivo. Para enfatizar suas características originais, em especial, variedade de produtos que nenhuma loja física consegue, preço justo e o fator conveniência, a empresa está lançando o posicionamento “Sua smartfashion” (#smartfashion), que será apresentado no site da marca e em dois filmes veiculados a partir desta quarta-feira, 13, em tv paga (Globosat e Fox, por exemplo) e aberta, principalmente na Rede Globo. Trata-se da primeira campanha feita pela equipe de planejamento da Dafiti com sua nova agência, a REF+T.

 

Dafiti_SmartFashion_575

Primeira campanha da Dafiti com a REF+T entra no ar nesta semana

Segundo Malte Huffmann, sócio-fundador da Dafiti, a junção dos termos “smart” e “fashion” , além dos atributos citados, referem-se também ao forte trabalho de curadoria de moda feito na plataforma e ao reconhecimento que os consumidores têm a respeito da marca nesse sentido. Daí decorreriam fatos como a Dafiti ter elevado sua receita líquida em 50% nos primeiros nove meses de 2015, quando o e-commerce em geral cresceu 15% e o varejo físico de moda recuou 9,25%.

O executivo ressalta, no entanto, que ainda há muito espaço para crescimento desse tipo de e-commerce, já que no Brasil ele representa apenas 4% das vendas totais do varejo de moda, quando em países como a Alemanha essa participação é de 18% do total. “Não tem por que o Brasil não chegar às mesmas taxas no longo prazo. Estamos otimistas quanto ao nosso crescimento e possibilidade de aumentar a penetração do e-commerce de moda no País”, diz Malte Huffmann.

Entre os investimentos para driblar possíveis rejeições está a possibilidade de as consumidoras usarem um avatar para testar os produtos, customizando de acordo com suas medidas. A tecnologia sugere, a partir daí, o tamanho ideal da peça escolhida. Outras melhorias foram um site responsivo e, no m-commerce, aplicativos para iOS e Android, times de desenvolvedores e de marketing exclusivamente dedicados ao canal. Hoje, 40% do tráfego da Dafiti já vêm do mobile.

Das passarelas à Passarela

Terceiro maior e-commerce de moda do País, a Passarela está anunciando esta semana uma parceria com a Casa de Criadores, um dos principais eventos destinados a lançar novos estilistas na moda brasileira. A parceria começou na noite desta terça-feira, 12. Algumas das peças selecionadas pelo e-commerce e que foram exibidas no desfile, realizado e transmitido às 21 h, já estavam imediatamente disponíveis para a compra online. “Num momento em que o mercado discute o calendário e as formas de lançamento das coleções, estamos em total sintonia com os trabalhos autorais dos estilistas e oferecendo a estrutura necessária para tornar o conceito do see now, wear now real”, afirma Vanoil Pereira, fundador da Passarela.
Cada estilista terá uma coleção cápsula de seis produtos. Além disso, todos desenvolveram uma estampa exclusiva para camisetas que também estarão à venda no e- commerce. Os produtos já estavam no centro de distribuição da marca, aguardando os pedidos.

CROQUI-HELOISA-FARIA_PASSARELA_vestido_300

A divulgação do projeto será feita em redes sociais como Instagram e Facebook e por meio de newsletter e e-mail marketing da marca, além do próprio site, que recebe mais de 300 mil visitas por dia. Segundo Vanoil, os estilistas da Casa de Criadores também divulgarão a iniciativa e haverá parceirias com blogueiras que estrelam a campanha outono/inverno.

Além do e-commerce, a Passarela possui 40 lojas físicas no interior paulista. No início deste ano, a empresa anunciou parceria também com o e-Closet, voltado ao comércio de marcas de luxo brasileiras. “Já atendíamos os públicos A, B e C, mas agora reforçamos uma entrada com o público de luxo”, comenta Pereira sobre a união com o e-Closet. Com a intenção de ter na mesma plataforma o melhor do luxo nacional – com grifes como Cris Barros, Paula Raia, Adriana Degreas, Tryia, Carol Bassi, Talie NK, A. Niemeyer, Tigresse e Giuliana Romano entre outras – e o melhor do fast fashion, a Passarela virou um e-commerce sob o conceito high low (mix de produtos premium e populares).

Publicidade

Compartilhe