Quando o marketing transforma zumbis em ídolos

Buscar

Marketing

Publicidade

Quando o marketing transforma zumbis em ídolos

O sucesso de The Walking Dead, cuja sétima temporada voltou na noite deste domingo, 12, vai além do bom roteiro, produção e maquiagem

Luiz Gustavo Pacete
13 de fevereiro de 2017 - 8h55

 

poltrona-walking-dead-cast2--770x405

The Walking Dead se desdobra em licenciamento, digital e conteúdo

Pouco mais de dezessete milhões de telespectadores, essa foi a audiência da estreia da sétima temporada de The Walking Dead, em outubro do ano passado. O público se manteve fiel à série considerando os 17,3 milhões de espectadores do primeiro episódio da quinta temporada, em 2014. A segunda fase da sétima temporada, que estreou na noite deste domingo, 12, ainda sem dados fechados de audiência, pretende superar esses números.

O sucesso que um bando de zumbis famintos despertou em milhões de pessoas ao redor do mundo vai além de um bom roteiro e maquiagem impecável. A capacidade de diálogo da série com os fãs nas redes sociais e a força do marketing explicam o êxito. “A série já fazia sucesso quando era apenas umas história em quadrinhos, porque ela pega vários conceitos básicos do universo de zumbis popularizado por George Romero. O fato de ser também uma adaptação de quadrinhos chamou muito a atenção da mídia”, diz Marcelo Forlani, diretor de marketing do Omelete.

Forlani explica que há quase 20 anos as história em quadrinhos são fonte de matéria prima para filmes e séries de TV na atual onda que começou com o filme dos X-Men, em 2000. Para ele, a produção de The Walking Dead usa um dos maiores maquiadores de Hollywood, Greg Nicotero, que trabalhou em vários filmes do Romero e sabe como ninguém criar zumbis realistas e grotescos “Além disso, em tempos de alta exposição nas redes sociais em que vivemos, os atores participam ativamente de ações de promoção e divulgação da série, sempre atendendo mídia e fãs com muita atenção e carinho, algo que os fãs devolvem na mesma intensidade”, diz Forlani.

Veja algumas das principais ações de marketing realizadas por The Walking Dead nos últimos anos:

Fox e Sensacionalista
Em outubro do ano passado, para promover a sétima temporada da série, a Fox, em parceria com o Sensacionalista, lançou um vídeo que brinca com os “spoilers”, revelações não desejadas sobre o rumo de séries.

 

Sustos em Nova York
Em 2012, O canal AMC colocou zumbis no subterrâneo das calçadas de Nova York para assustar os pedestres da cidade. Tudo isso para promover a 4º temporada da série.

 

Silvio Santos assusta com Walking Dead
No Brasil, em parceria para divulgar a nova série do canal AMC, no ano retrasado, pegadinha mostra zumbis perseguindo passageiros de um táxi.

 

Zumbi no cinema
Em Joanesburgo, África do Sul, a FX criou uma campanha, em 2012,  para divulgar a série com a exibição de um trailer em que um zumbi invade o cinema e interage com a plateia.

 

 

 

Publicidade

Compartilhe