Um cheiro de Moranguinho no ar

Buscar

Marketing

Publicidade

Um cheiro de Moranguinho no ar

Sucesso na década de 1980, personagem realiza seu primeiro desfile fashion e relança boneca clássica com a Estrela

Victória Navarro
14 de março de 2017 - 8h25

Coleção Moranguinho (crédito: divulgação)

Coleção Moranguinho criada pelo Grupo Lunelli  (crédito: divulgação)

Representada pela empresa de marketing e licenciamento Exim Brasil, a marca Moranguinho inicia este ano com uma série de novidades. A estreia num desfile da Fashion Weekend Kids e relançamento da boneca clássica da personagem pretendem conquistar não só o público jovem como também aguçar a memória afetiva das mães de mais de 25 anos de idade. “A Moranguinho ultrapassa gerações”, afirma Celso Rafael, diretor-geral da Exim.

Com realização em 19 de março, o desfile vem para apresentar a nova coleção de Moranguinho, desenvolvida em parceria com o Grupo Lunelli, que está à frente da confecção da marca. “Estamos atrasados, já deveríamos ter feito isto”, confessa o profissional, antes de enaltecer a força da Moranguinho na área têxtil. As roupas chegam em tons de rose, pink, vermelho, azul bebê, branco e preto, e exploram desde saias de tule, jaquetas bombers até t-shirts bordadas, divididas entre as famílias camponesa, princesa, bailarina e linha mini me, com peças para mães e filhas. A marca Alakazoo será responsável por lançar a coleção. Os produtos chegarão aos consumidores em maio deste ano.

(Crédito: divulgação)

Moranguinho clássica, versão original de 1984 (crédito: divulgação)

Além dos diversos produtos licenciados da Moranguinho, que estarão presentes no desfile da Fashion Weekend Kids, como sandália e sapatilhas acompanhados de cesta de picnic, em parceria com a Grendene; patins e patinetes da DTC; e mochilas da Diplomata, a marca exibe a boneca Moranguinho vintage, relançada pela Estrela. “A Estrela está comemorando, em 2017, 80 anos no mercado e foi ela que trabalhou com a Moranguinho lá atrás, nos anos 1980, então, nada melhor do que voltar a trabalhar com eles”, explica Celso Rafael. “As crianças da década de 1980, jovens mães, querem que seus filhos continuem se relacionando com a marca. Temos sempre uma renovação de público”, acrescenta. Posteriormente, a boneca será lançada na feira de brinquedos Abrin e, por volta de julho, chega às lojas.

De acordo com o diretor-geral da Exim, a empresa trará novos conteúdos para a personagem e pretende produzir um longa-metragem, com previsão de estreia para 2020. Além disso, a partir de agora, o famoso cheirinho de morango, referência entre os produtos Moranguinho, retornam ao portfólio da marca. “Tínhamos deixado de explorar, há alguns anos, mas estamos voltando. Chega uma hora que tem coisas que cansam, que deixam de ser novidade. Foi um sucesso enorme, ficou muitos anos no mercado. Descansamos até o mercado voltar a pedir. Na internet, os consumidores pediram de volta”, conta.

A marca Moranguinho, criada pela American Greeting e vendida para Grupo Iconix em 2015, está sendo trabalhada pela Exim na América Latina há mais de 15 anos

A marca Moranguinho, criada pela American Greeting e vendida para Grupo Iconix em 2015, está sendo trabalhada na América Latina pela Exim há mais de 15 anos. “Ela vem evoluindo no segmento infantil, já passou por uma série de reajustes até chegar na Moranguinho que conhecemos hoje”. Por volta dos anos 2000, a personagem chegou ao seu look atual, assim como sua turminha. Segundo Celso “todos nós concordamos que o que as pessoas gostam hoje é diferente de antigamente” e, assim, a marca busca, cada vez mais, explorar o universo das mídias sociais e a criação de conteúdos para a internet. “Desenvolvemos esta estratégia por meio de pesquisas, vamos buscar o que o público-alvo está querendo”, complementa.

Segundo dados divulgados pela Moranguinho, a marca possui 20 aplicativos que possuem mais de 155 milhões de downloads globais. O Brasil é o segundo país que mais baixa, ficando atrás somente dos Estados Unidos. Porém, no Google Play, o País é o maior em número de downloads, somando 18,9 milhões. “Nosso trabalho nessa área é proativo. Lançamos vários aplicativos por ano e trabalhamos super forte nisto”, fala Celso Rafael.

A Moranguinho, no Brasil, fatura em torno de 40% dos negócios mundiais da marca, que abrangem US$ 5 bilhões. “Estamos vivendo hoje, infelizmente, em uma depressão grande. Ninguém fala em crise aqui, já sofremos muito com essa realidade dura. Moranguinho continua estável e crescente. Esse é o perfil de uma marca clássica: se manter. A Iconix chegou com tudo, eles estão investindo muito para levar a marca para outro patamar e conquistar mais parceiros para esse projeto”, finaliza o profissional.

Publicidade

Compartilhe