Tang recebe multa milionária

Buscar

Marketing

Publicidade

Tang recebe multa milionária

Secretaria Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça, alega que embalagens da marca não eram transparentes quanto à composição

Luiz Gustavo Pacete
17 de novembro de 2017 - 8h48

A Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça (Senacon/MJ) aplicou uma multa de R$ 1 milhão à marca Tang por publicidade enganosa. A penalidade se refere a informações trazidas na embalagem do suco relacionadas a corantes.

Segundo o órgão, a Mondelez Brasil, detentora de Tang, cometeu “práticas em desacordo com os princípios da transparência e da boa-fé previstos no Código de Defesa do Consumidor (CDC)”. Para o secretário Arthur Rollo a empresa “enganou os consumidores” ao inserir nas embalagens a expressão “sem corantes artificiais”, porém, sem mencionar outros tipos de corantes existentes. A recomendação do órgão é que seja divulgada a informação completa.

Em nota, a Mondelez informou que não comenta processos em andamento e reafirmou seu “compromisso com o desenvolvimento do mercado brasileiro, sempre com práticas e ações em acordo com as leis e normas elaboradas por órgãos reguladores”. “Sobre a publicidade, a empresa respeita integralmente as normas do Conar e a legislação nacional em vigor. Mantemos nosso compromisso e relação de transparência com todos os consumidores”, acrescentou a empresa, em nota.Trata-se de um processo aberto em julho deste ano.

 

 

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • publicidade

  • mondelez

  • consumo

  • tang

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”