BS Festival propõe um novo olhar para a inovação

Buscar

Marketing

Publicidade

BS Festival propõe um novo olhar para a inovação

Evento, que será realizado em Porto Alegre, em setembro, leva o tema para as ruas da cidade

Roseani Rocha
24 de julho de 2018 - 12h17

 

Tirar o tema inovação e criatividade das salas de aula ou de reuniões corporativas, democratizando o acesso a esse assunto é o objetivo dos organizadores do BS Festival, que terá sua segunda edição dias 1º e 2 de setembro, em Porto Alegre.

Organizado pelo Black Sheep Project e o Grupo Austral (que atua em marketing promocional e eventos), ano passado, o BS Festival aconteceu durante um dia, em sete locais, reuniu 70 speakers e atraiu mil pessoas nas atividades inscritas. Este ano, os organizadores esperam dobrar o público inscrito e, nas ações que acontecem em espaços públicos, chegar a dez mil pessoas. O evento como um todo, aliás, está crescendo: serão 120 palestrantes e dois dias de festival, acontecendo em 12 locais do bairro Floresta, região portuária da cidade que tem passado por um processo de revitalização.  A edição 2018 já conta com os patrocínios de RBS e 99, além do apoio de marcas como Samsung, Sebrae, Senac e Shopping Total, entre outras empresas.

“Começamos esse projeto há um ano e meio, mas mesmo antes já vínhamos fazendo pesquisas e discutindo sobre uma inquietação em relação a esse modelo truncado dos eventos. Nossa ideia era democratizar mesmo o acesso à informação”, explica João Ramos, fundador da BS Project.

Os locais das palestras e debates são bem diversos: teatro, restaurante e cafeteria, bar, shopping center e uma unidade do Senac, entre outros. Justamente para levar o tema ao cotidiano das pessoas. Entre as atrações de conteúdo deste ano – na curadoria de João e Wayner Becheli, o outro fundador da BS Project – estão Jeff Burton (co-fundador da Eletronic Arts), Jesper Rhode (professor da Hyper Island), Peter Kronstrom (Diretor Latam do Copenhagen Institute for Future Studies), Bia Kern (Fundadora da Mulheres em Construção), Billy Garcia (Designer de novos Negócios da agência Escala), Poliana Correa (Publicitária da Global, ciberativista dos movimentos feminista e negro) e Lala Deheinzelin (Futurista e Especialista em Novas Economias), entre outros. Também como parte do festival, haverá uma Feira Maker, no Shopping Total.

Eventos acontecerão em 12 pontos diferentes da cidade, em espaços de perfis diversos (Crédito: Divulgação)

O evento é organizado em torno de seis pilares: humanidades, tecnologia, educação, gastronomia, empreendedorismo e arte. Entre as atividades que ocorrerão nas ruas da cidade estão passeio de bike (parceria com a Loop Bikes), a presença de beer e food trucks, uma live painting realizada pelo coletivo PaxArt, além de shows de música indie, apresentação de um coral da Educando com Arte e o lançamento em Porto Alegre do Locals Matter, projeto australiano que pretende colaborar com a profissionalização do trabalho de artistas de rua.

Wayner Becheli, para quem o evento mais do que falar sobre inovação deve dar às pessoas ferramentas de modo que elas mesmas se tornem mais inovadoras, conta que o público que o evento mais atraiu em sua primeira edição foi o de jovens entre 22 e 35 anos, com equilíbrio entre homens e mulheres. A maioria trend setters e empreendedores, mas também houve interesse dos profissionais de comunicação e mídia e de estudantes.

Da primeira para a segunda edição, número de palestrantes do festival subirá de 70 para 120 (Crédito: Divulgação)

O BS Festival é o principal evento feito pela Black Sheep, mas a agência também faz a curadoria de conteúdo do After Now, evento em parceria com o Iguatemi, que discute mensalmente o futuro de diferentes mercados, e realizou recentemente a parte de conteúdo do Bud Basement e do Ahead (da RBS). Também atua como um hub a partir do qual é construída uma rede de contatos com objetivo de conectar os profissionais certos a questões específicas que as empresas estejam tentando resolver.

Publicidade

Compartilhe