Vale e Governo Federal vão à TV para gerenciar crise

Buscar

Marketing

Publicidade

Vale e Governo Federal vão à TV para gerenciar crise

Empresa e o poder público veiculam comerciais no intervalo do Jornal Nacional para prestar informações sobre a tragédia de Brumadinho


29 de janeiro de 2019 - 15h39

Na segunda-feira, 29, durante o primeiro dia de negociação dos papéis no Brasil após o desastre em Brumadinho, as ações da Vale registraram o pior pregão de sua história. A queda foi de 24,52% e a perda de valor de mercado da companhia ultrapassou os R$ 72 bilhões. Enquanto tenta trabalhar no resgate das vítimas (até agora são 65 mortos e 279 desaparecidos, segundo as últimas informações), a empresa aciona todo o arsenal de comunicação disponível para prestar informações ao público e gerenciar a crise de imagem.

Além das redes sociais e seus canais oficiais, a Vale comprou mídia na televisão para prestar esclarecimentos sobre o rompimento da barragem. No dia 26 de janeiro, no intervalo do Jornal Nacional, na Globo, o grupo veiculou um comunicado sobre o assunto. “Prioridade máxima agora é manter o apoio nos resgates para ajudar a preservar e proteger a vida de empregados, próprios e terceiros, e das comunidades locais”, informou o texto, em lettering.

Comercial da Vale dá informações sobre as ações da empresa após o rompimento da barragem (crédito: reprodução)

No mesmo vídeo, a Vale explicou ter criado um comitê de ajuda humanitária, formado por uma equipe de assistentes sociais e psicólogos, e que disponibilizou postos de atendimento aos atingidos, leitos em hospitais, além de canais telefônicos para apoio à população. A empresa também transformou seu site em um hub de comunicação sobre Brumadinho, com notícias diárias sobre as buscas e investigações, lista de vítimas e contatos para a central de atendimento.

Nesta terça-feira, 29, em seus esforços de comunicação, a Vale também publicou em seu site, e no Youtube, o pronunciamento do consultor geral e diretor jurídico da empresa, Alexandre D’ Ambrosio, sobre os resultados preliminares de sindicância interna com autoridades.

O Governo Federal também usou a mídia para se posicionar sobre o episódio. Na segunda-feira, 28, no intervalo do Jornal Nacional, um filme explicou as iniciativas do Estado para “minimizar os danos sofridos pela população”. Entre elas, a “antecipação do Bolsa Família, para os benefícios de Brumadinho” e “negociação para a vinda de militares israelenses com equipamentos especializados para a busca das vítimas”.

Anúncio do Governo Federal, veiculado durante o intervalo do Jornal Nacional (Crédito: reprodução)

As agências que cuidam hoje da comunicação da Vale são Africa (publicidade) e Artplan (redes sociais), mas neste momento toda informação sobre a gestão da crise está concentrada na comunicação da própria Vale. Já as agências do Governo Federal são Artplan, Calia/Y2 e NBS.

*Crédito da imagem do alto: Pedro Vilela/GettyImages

 

Publicidade

Compartilhe