Rio terá edição do Montreux Jazz Festival em junho

Buscar

Marketing

Publicidade

Rio terá edição do Montreux Jazz Festival em junho

Produção geral do evento tem assinatura da Dream Factory, Gael e MZA Music; Marcello Serpa assina pôster de divulgação

Teresa Levin
16 de abril de 2019 - 15h59

Marcello Serpa assina o pôster de divulgação do festival (Crédito: Reprodução)

Entre os dias 6 e 9 e junho a capital fluminense será palco do Rio Montreux Jazz Festival, primeira edição nacional do evento consagrado na Suíça. Ao longo dos quatro dias, serão 40 atrações nacionais e internacionais com um cast que inclui nomes como Maria Rita, Zeca Baleiro, Pitty, Frejat, Hermeto Pascoal, Andreas Kisser, Stanley Clarke, Steve Vai e Al Di Meola. A produção geral do festival tem assinatura da Dream Factory e da Gael, incorporada este ano pelo Grupo Artplan, além da MZA Music. O evento  é apresentado pela Mastercard, através da Lei de Incentivo à Cultura do Governo Federal, e pela Claro.

“A realização do Rio Montreux Jazz Festival é um enorme reconhecimento para a importância do Brasil no roteiro mundial dos eventos musicais. Teremos os grandes nomes da música brasileira e internacional, junto com as grandes promessas e novas descobertas, em apresentações históricas nesse cenário único que é o Rio de Janeiro”, comentou Gaetano Lops, sócio da Gael, em um comunicado.

Criado em 1967, o Montreux Jazz Festival chegará pela primeira vez na América Latina e terá uma programação variada, seguindo os moldes do evento suíço. Ele contará com uma série de espetáculos gratuitos espalhados pela cidade, além de alguns shows pagos. Três palcos serão montados no Pier Mauá nomeados em homenagem a grandes estrelas da música brasileira: Ary Barroso, Tom Jobim e Villa-Lobos. Juntos, eles terão capacidade para receber até seis mil pessoas, por dia de evento. Além dos shows, o público terá a sua disposição uma área de convivência com bares e food trucks. Já no Parque Madureira estará o Palco Pixinguinha, com uma área para receber um público de até 5 mil pessoas. Em outros quatro pontos da cidade estarão os palcos batizados Montreux Urbano.

“O Rio Montreux Jazz Festival reforça todo o potencial da cidade na promoção de grandes eventos e na acessibilidade para a cultura. Esse festival vai entrar para o calendário, junto a outros eventos como a Árvore da Lagoa e o Carnaval de Rua. Importante reforçar o impacto econômico positivo, incluindo a geração de empregos e a vinda de turistas de todas as regiões”, observou Cláudio Romano, CEO da Dream Factory, no mesmo texto.

Seguindo a tradição do festival, a cada ano o evento lança um pôster da edição, criado especialmente por um artista. O pôster da primeira edição do Rio Montreux Jazz Festival tem a assinatura do publicitário Marcello Serpa. Para trazer um pouco da história do evento, o Pier Mauá também irá sediar uma exposição com os pôsteres de edições passadas; nomes como Keith Haring, Andy Warhol, Giovanni Riva, David Bowie, Phil Collins, Julian Opie e Malika Favre já assinaram esta iniciativa anteriormente.

Publicidade

Compartilhe