Os impactos do Super Bowl no domingo brasileiro

Buscar

Marketing

Publicidade

Os impactos do Super Bowl no domingo brasileiro

Cinema, bares, festas e ativações de marca tentam monetizar a audiência que o futebol americano construiu no País, no últimos anos

Renato Rogenski
2 de fevereiro de 2020 - 6h00

Estudo do Facebook mostra que 81% dos brasileiros fãs do esporte pretendem assistir ao big game (Crédito: iStock/cmannphot)

Milhões de torcedores em todo o mundo acordaram hoje respirando a atmosfera e as expectativas da grande final da temporada da NFL. No Brasil, o big game deve impactar de alguma forma aproximadamente 23 milhões de pessoas, segundo as projeções do Ibope Repucom. Realizado pelo Facebook, um outro estudo mostra que 81% dos brasileiros fãs do esporte pretendem assistir à partida entre Kansas City Chiefs e San Francisco 49ers, que acontece às 20h30 (horário de Brasília), com transmissão da ESPN.

Com uma audiência que cresceu mais de 67% nos últimos quatro anos, o País é o segundo maior mercado para a NFL fora dos Estados Unidos, ficando atrás apenas do México. Aproveitando todo esse potencial midiático, bares e restaurantes de várias cidades do país vão transmitir o jogo e prepararam ofertas e promoções especiais para atrair o público e monetizar a ocasião. Em São Paulo, a Budweiser, cerveja oficial da NFL e do Super Bowl, vai transmitir o big game na Bud Basement, casa temática montada pela marca com programação focada em esporte, música e gastronomia, e que neste domingo deve receber 2400 pessoas.

“Para deixar o clima da decisão do futebol americano mais próximo aos brasileiros, já contamos com algumas edições do Bud Basement, que não é apenas um local para as pessoas assistirem à final. Lá, elas vivenciam experiências diferentes relacionadas à música, à gastronomia e, logicamente, à NFL”, revela Alice Alcântara, gerente de marketing de Budweiser no Brasil.

Por meio de uma parceria entre ESPN e Cinelive que acontece pelo sétimo ano seguido, a partida também será transmitida hoje em mais de 100 salas de cinema espalhadas por diversas cidades brasileiras, com ingressos que variam entre R$ 60 e R$ 80. Mais de 25 mil pessoas assistiram as duas últimas edições nas telonas.

Ainda segundo o estudo realizado pelo Facebook no Brasil, 53% dos fãs da NFL devem acompanhar a partida em casa com outras pessoas, 33% sozinhos no conforto de seus lares e, por fim, 9% pretendem sair com amigos para ver o Super Bowl em bares e restaurantes.

Marcas e consumo
A pesquisa também revelou os produtos que os brasileiros pretendem comprar por conta da partida. Os aperitivos estão no topo da lista de desejos, com 77%, seguidos por bebidas (75%), artigos esportivos (18%) e brindes de times (14%). Não à toa, diversas marcas farão promoções relacionadas ao Super Bowl no Brasil. “Marcas que tem o seu momento de consumo ligados a experiência de assistir ao jogo, como cervejas e restaurantes, tem mais fit com o evento”, avalia Ivan Martinho, professor de marketing esportivo da ESPM e CEO Latam da World Surf League.

Não à toa, marcas dessas categorias terão ações promocionais durante a partida. O KFC, por exemplo, dará 50% de desconto nos minibaldes de tirinhas em todas as lojas com delivery, para entregas com o aplicativo Uber Eats. Já o Habib’s vai se juntar à torcida do San Francisco 49ers, time da Califórnia, para divulgar diversos descontos em itens do cardápio que vão de R$ 0,49 a R$ 4,90 para primeira compra no delivery, além de um combo de Bib’sfihas por apenas 49 reais.

Outra marca que vai aproveitar o Super Bowl é a Claro. A operadora dará isenção de franquia de dados para consumidores com planos pós-pago da Claro e assinantes da ESPN, por meio do aplicativo Now. A ação vai permitir que as pessoas assistam a partida de onde estiverem, por meio do smartphone, sem se preocupar em gastar seu pacote de internet.

Patrocinadora na temporada regular da NFL na ESPN, o Magazine Luiza também estará na grande final. Durantes os intervalos da transmissão, o público será convidado a baixar o aplicativo do Magalu para, em segunda tela, ter ofertas exclusivas para quem está assistindo ao jogo. Além disso, a marca terá um espaço para ativação, o Magalu Arremesso, montado na festa que a emissora organiza, em São Paulo. As ações foram desenvolvidas em parceria com a Ogilvy Brasil. 

Publicidade

Compartilhe