Odebrecht vira a página na comunicação

Buscar

Marketing

Publicidade

Odebrecht vira a página na comunicação

Com homologação de seu plano de recuperação judicial, holding estreia comercial de TV após quatro anos e apresenta sua “nova maneira de ser”

Fernando Murad
4 de agosto de 2020 - 20h07

Comercial apresenta “a nova maneira de ser Odebrecht” (crédito: reprodução)

“Viramos a página. Estamos escrevendo novas linhas de nossa história que começou há 76 anos”. Assim começa o primeiro comercial de TV da Odebrecht S.A., holding do Grupo Odebrecht, em quatro anos. A produção, que estreia nesta terça-feira, 4, no horário nobre, nos canais de TV paga GloboNews, CNN e Bandnews, é consequência da homologação do plano de recuperação judicial da empresa após os escândalos da Lava Jato. O plano de recuperação, que havia sido aprovado em 22 de abril pelos credores, foi homologado em 27 de julho pelo Juiz da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo.

O vídeo-manifesto (veja abaixo), veiculado em primeiro lugar nas plataformas digitais, usa imagens de realizações do conglomerado ao longo de sua trajetória e procura estabelecer uma diferença entre a companhia envolvida nas ações investigadas pela Lava Jato e a atual fase da empresa.

A produção diz “é hora de fazer diferente, com coragem, responsabilidade, motivação e crença no Brasil”. E acrescenta: “É hora de combinar nossa competência técnica, reconhecida no mundo todo, com nossos aprendizados. É hora de reafirmar nosso compromisso com a ética e com o que há de melhor em nossa história.” A criação é da agência Quebra Cabeça.

O comercial finaliza com a mensagem: “Quem não evolui não participa da história. Quem faz o novo molda o futuro. Estamos moldando o futuro agora. Esta é a nova maneira de ser Odebrecht.”

A campanha anterior da holding do Grupo Odebrecht foi veiculada em dezembro de 2016, ainda nos impactos iniciais da Lava Jato. Na ocasião, os anúncios para jornais, TV e rádio fizeram um pedido de desculpas públicas pelo que a Odebrecht chamou de “práticas impróprias em sua atividade empresarial”. A ação também publicou os dez compromissos assumidos pela empresa para não cometer os mesmos erros novamente.

Publicidade

Compartilhe