GoldKo planeja futuro com abertura de fábrica

Buscar
Publicidade

Marketing

GoldKo planeja futuro com abertura de fábrica

Com produção própria, marca de chocolates da família Kopenhagen se prepara para voltar à rota de lançamento de produtos e ampliar presença pelo Brasil

Giovana Oréfice
1 de fevereiro de 2022 - 17h01

A GoldKo conta com uma loja conceito no Shopping Eldorado, em São Paulo (Crédito: Divulgação)

Expansão de portfólio, investimento em novas lojas e presença nacional estão entre as resoluções de ano novo da GoldKo, a marca de chocolates sem açúcar fundada pela família Kopenhagen em 2016. Em janeiro, a empresa inaugurou sua primeira fábrica própria em Varginha, no estado de Minas Gerais, fruto de um investimento por capital proprietário de R$ 15 milhões e que deverá render, ao mês, uma produção de 100 toneladas. Atuando também como um centro de distribuição, o complexo de 5 mil m² contribui para os planos da marca de alcançar cada vez mais consumidores em 2022 e atingir a meta de crescimento de 80%.

“A abertura da fábrica é muito significativa porque possibilita cumprir a nossa meta de crescimento para os próximos anos, dado que agora temos uma capacidade relevante instalada, e permite que a gente consiga entregar um produto cada vez melhor e mais com a cara do consumidor”, diz Gregory Kopenhagen Goldfinger, cofundador da GoldKo. A fabricação de terceiros, conforme explica o executivo, será destinada apenas a produtos específicos que fogem das capacidades internas, como os artesanais. “Somos uma marca pautada em qualidade, em detalhe e entendemos que a única forma, de fato, de honrar e garantir a qualidade é quando a produção é verticalizada”, acrescenta. 

A GoldKo atua sob o escopo de três categorias principais: o varejo físico, que engloba a presença em locais como auto serviço, padarias e lojas de conveniência — ao todo, são mais de 7 mil pontos de venda do tipo –; lojas próprias e canais digitais, no e-commerce e marketplaces. De acordo com Gregory, a integração omnichannel opera a favor de um modelo 360° que oferece experiência e ocasião ao cliente. “Cada canal cumpre uma determinada função, que no final do dia é estar presente na vida do consumidor da melhor forma possível”, afirma o cofundador. 

A presença multicanal da marca une comodidade por meio de take away, entregas e até mesmo a experiência propriamente dita nas lojas conceito, como a do Shopping Eldorado, em São Paulo — a única do tipo até então. A ideia para este ano é levar a proposta de  “chocolate com café surreal” para praças chave, como mais estados do Sudeste e Sul, mas estuda a atuação em demais regiões do Brasil, como o Nordeste. Contudo, a expansão nacional esbarra em um obstáculo logístico: a temperatura. Em seu e-commerce, a GoldKo não realiza entregas para o Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e região Norte. A decisão de não operar em tais locais aconteceu após o grande número de avarias dos produtos.

Neste ano, a nova fábrica será casa para o lançamento de cerca de vinte novos produtos. Até abril, a GoldKo está focada em trazer a ampliação da linha Laskas com três novos sabores, além de uma nova categoria de barras de chocolate. A companhia estuda também a adequação de portfólio para ter uma gama maior de produtos destinados ao autosserviço, como supermercados. 

“A nossa presença no e-commerce, como escalou rápido, nos ajudou a ter uma presença digital mais forte. Essa é uma estratégia fundamental e central da companhia”, conta Gregory sobre os planos da GoldKo em marketing, classificando-a como o primeiro pilar estratégico. O segundo pilar é o aumento do awareness por meio das lojas conceito, uma vez que proporcionam o controle da experiência e, que de acordo com o cofundador, é a ferramenta mais eficaz de todas.

*Crédito da imagem do topo: COLOA Studio/shutterstock

Publicidade

Compartilhe

Veja também