Abril quer “dominar” vertical de design

Buscar
Publicidade

Mídia

Abril quer “dominar” vertical de design

Empresa amplia investimentos na CasaCor e na Arkpad, recompra títulos segmentados e fortalece parceria com IED

Igor Ribeiro
3 de maio de 2017 - 18h20

O Grupo Abril prepara uma CasaCor bem maior do que a edição que celebrou seu 30º aniversário, no ano passado. Não só pela semana extra que se estende o evento, que começa em 23 de maio e segue até 23 de julho. O maior número de ambientes e eventos relacionados, assim como de parceiros e marcas envolvidas e de versões Brasil afora também colaboram para a escalada da plataforma. Mas é ainda mais que isso. A CasaCor representa, em 2017, o componente central de uma estratégia da Abril para se tornar a principal referência em conteúdo e experiência sobre arquitetura e design do Brasil.

“A CasaCor se complementa à Casa Claudia no que chamamos de ‘domínio setorial’: neste ano trouxemos de volta da Editora Caras as revistas Arquitetura e Contrução e Minha Casa, aumentamos o investimento no Arkpad e, assim, a Abril se consolida numa relação com o mercado de decoração e design de liderança que é absoluta”, afirma Walter Longo, presidente do grupo.

Segundo o executivo, o evento de arquitetura e design se torna o principal hub de todas essas marcas com o crescimento da edição deste ano que, entre outras novidades, lança nova identidade visual, desenvolvida pela agência Claudio Novaes. Ainda em 2017, inaugura uma edição em Franca (SP), chegando a 20 cidades brasileiras, além da inclusão de Assunção, no Paraguai, e de Miami, nos Estados Unidos, ampliando para seis países sua rota internacional. “Miami recebe uma multidão de 300 mil pessoas para o Art Basel e a CasaCor, que ocorre no mesmo período (dezembro), será mais uma das atrações na cidade”, relata Livia Pedreira, diretora superintendente da plataforma da Abril.

Livia Pedreira, superintendente da CasaCor (Crédito: Renato Pizzutto/ Divulgação)

Além dessas novidades, a executiva antecipa que a CasaCor 2017 cria uma área de gastronomia, com um bar a ser operado pelo Barê, um bistrô da Tartuferia San Paolo, e um ambiente chamado Casa do Chef, descrito como um “grande laboratório, com workshops e jantares com chefs estrelados”. A boulangerie, o restaurante e o café, montados em edições passadas, retornam.

A CasaCor também fortalece sua parceria com o Instituto Europeu de Design, com o qual realiza uma série de palestras sobre tendências como lighting design, cores e futurismo, além de cursos e workshops sobre temas como design de interiores e acessibilidade aplicada. O IED também colabora, junto à empresa de inteligência de mercado para arquitetura e design Muuving, com o Archathon, evento que seleciona um projeto de jovens talentos, entre mais de mil inscritos, para elaborar um projeto para o Café do Saber, dentro da CasaCor.

Mídia como meio

Com o portfólio ampliado, a Abril criou uma equipe específica de publicidade para o evento, que antes era comercializado por um time de publicidade dentro da Abril Mídia. Com Cleide Gomes de Oliveira à frente, a área trabalha projetos com a marca CasaCor em todos os seus canais e também com a Arkpad. “A mídia não precisa ser só a atividade fim, também pode ser o meio. Podemos ganhar dinheiro com mídia e através de mídia, desenvolvendo uma série de negócios em que também há divulgação de outros negócios”, explica Walter.

Segundo o executivo, nos planos futuros da marca, que completa dez anos sob o guarda-chuva Abril em 2018, está a criação de um negócio de turismo relacionado ao evento, além de mais edições internacionais. No momento, quatro novas versões da CasaCor estão em negociação, incluindo conversas com o México e a Áustria.

Publicidade

Compartilhe