Simba e Grupo Paris anunciam parceria em produção para cinema

Buscar

Mídia

Publicidade

Simba e Grupo Paris anunciam parceria em produção para cinema

Joint venture de SBT, Record e RedeTV anuncia projeto que visa produzir 11 longa-metragens ainda em 2019

Bárbara Sacchitiello
17 de abril de 2019 - 6h00

Da esq. para a dir.: Marcio Fraccaroli (da Paris Filmes); Carlos Alkimim (Simba Content); Anderson Napolião (Simba Content) e Renata Rezende/C (da Paris Entretenimento) Crédito: Charle Naseh

Sem movimentações desde 2017, quando a Simba uniu canais de TV aberta para negociar seu conteúdo com operadoras de TV paga, a Simba Content – joint venture que reúne SBT, Record e RedeTV – voltou à cena nesta terça-feira, 16, para anunciar um acordo com a Paris Filmes e Paris Entretenimento. Ela será investidora das duas companhias na produção e distribuição de longas-metragens.

“A primeira e maior vantagem que a Simba terá com esse acordo é o apoio à produção do audiovisual brasileiro, algo de estrema importância no atual contexto em que a maior parte dos investimentos nesse setor são provenientes de leis de incentivo. E a arrecadação que eventualmente conseguirmos com esses projetos serão investidos na produção de novas obras do audiovisual”, explicou Carlos Alckmin, diretor de contratos e distribuição da Simba Content.

Para este ano estão programadas filmagens de 11 filmes (alguns já estão em produção e outros terão suas filmagens iniciadas no segundo trimestre). Entre as produções estão a produção de uma cinebiografia de Silvio Santos, fundador do SBT.

“A Paris Filmes e a Paris Entretenimento possuem parcerias de negócios com outros veículos e empresas brasileiras, como Globo, Telecine, Record e SBT… A Simba agora vem a ser mais um desses parceiros, nos possibilitando outros modelos de negócio. Essa parceria privada dará mais escala, volume e rapidez à execução e distribuição de projetos”, comentou Marcio Fraccaroli, diretor-geral da Paris Filmes.

A Simba Content não revelou valores de investimentos feitos com o grupo Paris, mas indicou que se tratam de “dezenas de milhares de reais”. Nesse primeiro momento, o acordo entre as duas partes contempla a produção e exibição de filmes nas salas de cinema. Já a distribuição para a TV e plataformas de streaming serão tratadas de forma independente pela própria Paris Filmes.

A Simba Content foi anunciada no primeiro trimestre de 2017 para negociar direitos no setor de televisão por assinatura. Na época, a empresa pleiteava que Net, Sky, Vivo e outras empresas do setor a remunerassem pelo fornecimento dos sinais de SBT, Record e RedeTV, tal como o fazem com demais canais pagos. A negociação estendeu-se por meses e levou até a interrupção da exibição do sinal desses canais abertos por parte das operadoras. Ainda naquele ano, no entanto, as partes chegaram a um acordo.

Publicidade

Compartilhe