Conteúdo jornalístico rende US$ 4,7 bilhões ao Google

Buscar

Mídia

Publicidade

Conteúdo jornalístico rende US$ 4,7 bilhões ao Google

Divulgado pelo The New York Times, cálculo é da associação comercial News Media Alliance, que representa aproximadamente 2 mil jornais nos Estados Unidos e no Canadá


10 de junho de 2019 - 15h16

Atualizada em 17h20

Segundo dados da News Media Alliance, divulgado nesta segunda-feira, 10, pelo The New York Times, o Google arrecadou US$ 4,7 bilhões via publicidade digital em conteúdo de notícias no ano de 2018, seja nas notícias que integram seu buscador ou pelo Google Notícias.

A informação, que não inclui o montante adquirido via coleta de dados pessoais que a multinacional consegue sempre que consumidores clicam em um artigo, foi veiculada pela associação comercial, que representa aproximadamente 2 mil jornais nos Estados Unidos e no Canadá. A pesquisa baseou-se em estudo feito pela empresa de consultoria Keystone Strategy.

 

(Crédito: PhotoMix/Pexels)

Para David Chavern, presidente e diretor executivo da News Media Alliance, os jornalistas que criaram o conteúdo de notícias são os reais merecedores dos US$ 4,7 bilhões. O mercado midiático espera a aprovação da Journalism Competition and Preservation Act – Lei de Preservação e Concorrência de Jornalismo, em tradução livre –, que deve garantir que os legisladores deem aos editores de notícias uma isenção antitruste de quatro anos, permitindo negociação coletiva com os proprietários de plataformas online sobre divisões de receita, como a adquirida pelo Google no ano passado.

Procurado pelo Meio & Mensagem, o Google afirma: “Esses cálculos aproximados são imprecisos, como vários especialistas estão apontando. A grande maioria das buscas de notícias não exibem anúncios. O estudo ignora a contribuição do Google. Todo mês, o Google Notícias e a busca geram mais de 10 bilhões de cliques para os sites de notícias, que resultam em assinaturas e receita significativa com anúncios. Trabalhamos arduamente para ser um parceiro colaborativo e de apoio em publicidade e tecnologia para empresas de jornalismo do mundo todo”.

*Crédito da foto no topo: Pixabay/Pexels

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”