Guigo TV propõe assinatura de canais a cabo pela internet

Buscar

Mídia

Publicidade

Guigo TV propõe assinatura de canais a cabo pela internet

Plataforma brasileira quer democratizar o acesso a canais pagos, disponibilizando pacotes a partir de R$15 para acesso em smartphones, tablets, computadores e smart TVs

Karina Balan Julio
31 de julho de 2019 - 7h00

Interface da Guigo TV (Crédito: Divulgação)

O mercado de conteúdo brasileiro passa a contar, a partir de agosto, com um novo formato de distribuição para canais à cabo. A plataforma Guigo TV, criada pelo empreendedor Renato Svirsky, entra ao ar com a proposta de vender pacotes de canais de TV pela internet a partir de R$ 15 mensais, independentemente de qualquer programadora ou operadora.

O conteúdo dos canais pode ser acessado ao vivo por smartphones, tablets, computadores e, a partir de meados de agosto, em Smart TVs. A plataforma já nasce com 30 parceiros nacionais e internacionais, entre eles Disney, todos os canais ESPN, Band, TV Cultura, Bloomberg, BBC World News e Al Jazeera.

A plataforma é lançada com a proposta de oferecer melhor custo-benefício em TV por assinatura para o consumidor. “Queremos baratear os valores de TV por assinatura para o consumidor final. Também queremos melhorar a entrega do serviço: hoje o consumidor fica preso em contratos de muitos meses e não tem flexibilidade para assistir o conteúdo em outras telas além da TV”, explica o CEO e fundador da empresa, Renato Svirsky.

A ideia é também oferecer uma fonte alternativa de receita para canais e programadoras — que ficam com uma fatia do valor das assinaturas. “Tivemos um trabalho de estruturação tecnológica muito forte para garantir a segurança do sinal das programadoras. Algumas delas já distribuem conteúdo pela internet, mas outras, mesmo que não tenham nenhuma estrutura tecnológica ligada a isso, podem contar a nossa estrutura”, conta Renato. A plataforma foi estruturada junto a parceiros de tecnologia internacionais.

Apesar de vender um serviço que tangencia o negócio das operadoras de TV paga, a Guigo TV se posiciona como uma distribuidora de conteúdo digital. “Somos uma plataforma, assim como o Google, Amazon ou Uol”, compara Renato.  A plataforma vai investir em publicidade digital para apresentar o serviço ao mercado, mas estuda também algumas ações offline a médio prazo.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • bbc

  • ESPN

  • band

  • TV Cultura

  • Bloomberg

  • Dinsey

  • Guigo TV

  • Al Jazeera

  • Renato Svirsky

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”