NYT alcança 4,4 milhões de assinaturas digitais

Buscar

Mídia

Publicidade

NYT alcança 4,4 milhões de assinaturas digitais

Crescimento de quase 200 mil assinantes no segundo trimestre em comparação ao mesmo período de 2018 vem em meio à queda de lucro operacional

Salvador Strano
7 de agosto de 2019 - 13h57

Crédito: Denise Tadei

O lucro operacional da The New York Times Company caiu de US$ 40 milhões para US$37,9 milhões no segundo semestre deste ano, em comparação ao mesmo período do ano anterior. Os dados foram publicados pelo jornal em comunicado aos investidores. Segundo o texto, a queda foi resultado do esforço continuo do jornal em manter o crescimento do número de assinantes por meio da valorização de sua equipe jornalística e do investimento em conteúdo.

Nos 12 meses anteriores a junho, foram quase 200 mil novas assinaturas online dentro do grupo. Com isso, o jornal mantém a expectativa de atingir 10 milhões de inscrições até 2025. Atualmente, são 4,4 milhões. “Novas subscrições cresceram mais rápido do que esperávamos”, afirma Mark Thompson, presidente do grupo. Mesmo assim, “não é só sobre construir o crescimento de assinantes imediatos, mas sobre manter isso no médio e longo prazo”, diz.

A receita de publicidade digital chegou a crescer 14% em comparação ao mesmo período de 2018. Isso, em parte, é decorrente das entregas publicitárias dos podcasts da marca e dos serviços criativos do jornal. A expectativa de Thompson, entretanto, é que o segundo semestre do ano seja “mais desafiador em publicidade digital do que o primeiro”. Em conferência telefônica com investidores, o executivo afirmou que espera um decréscimo de um dígito neste segmento, apesar de entender que ainda há demanda forte pela compra da mídia.

A receita total do grupo, por sua vez, aumentou 5,2% em comparação ao segundo semestre de 2018, alcançando US$436,3 milhões. A de assinaturas cresceu 3,8%, e a de publicidade, 1,3%. Já a categoria outras receitas atingiu a marca de 29,7% de acréscimo, em parte por conta da estreia do programa The Weekly, em parceria com Hulu e FX.

Agora, com a receita de anúncios digitais chegando a US$58 milhões, o New York Times alcança quase metade de sua receita de publicidade vinda de compra de mídia para suas plataformas online. Atualmente, a vertente representa 42,8% da receita de publicidade do grupo.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • jornal

  • Assinaturas

  • The New York Times

  • renovação digital