Com Watch, Facebook quer fortalecer engajamento em vídeo

Buscar

Mídia

Publicidade

Com Watch, Facebook quer fortalecer engajamento em vídeo

Parceria anunciada com criadores como Porta dos Fundos, Kondzilla e Desimpedidos visa criar um ambiente de conversa entre fãs na plataforma

Thaís Monteiro
1 de novembro de 2019 - 7h17

Esta semana, o Facebook anunciou as primeiras produções feitas com exclusividade para o Facebook no Brasil pelo Comedy Central, Desimpedidos, Kondzilla, Porta dos Fundos, Tastemade e Mov, a produtora de vídeos do UOL. Cada canal ou produtora de conteúdo veiculará entre duas a quatro séries de oito episódios cada ainda este ano. Ao todo, serão 180 vídeos. Mais novidades estão previstas para 2020.

 

Crédito: Divulgação/Facebook

A grande meta do Facebook com o Watch é desenvolver o ecossistema de vídeos na plataforma, de modo que seja um destino para o público que busca esse formato e um local onde creators e publishers encontrem audiências e dinheiro com as produções próprias, mas também expandir seu portfólio “com uma variedade de conteúdos que não apenas envolvem vários públicos, mas também geram conversas significativas”, explica Thiago Ferreira, gerente de acordos com parceiros de mídia na América Latina do Facebook.

Outro objetivo é desenvolver a interatividade em grupo na rede como acontece nos comentários e no Watch Parties, ferramenta que permite usuários assistirem à vídeos com os amigos em tempo real. Thiago diz que o Facebook também firmou acordo com influenciadores digitais. O Facebook Watch também tem os direitos de transmissão da UEFA Champions League e da Copa Libertadores.

Esse ambiente social é a moeda de troca do Facebook para os parceiros. De acordo com Thiago, o público se engaja e se conecta de diferentes maneiras com os episódios. “Os creators disponibilizarão conteúdos exclusivos em uma plataforma onde poderão socializar e se conectar com os fãs de uma forma diferente”, afirma. Os canais e produtoras podem monetizar os vídeos com intervalos comerciais.

O Desimpedidos tem séries voltadas a desafios ligados ao esporte, apresentações de diferentes modalidades do futebol e das coleções de Bolívia, um dos apresentadores do canal. O Porta dos Fundos produz rodas de conversa com os atores e uma viagem pela história do comediante Rafael Portugal com o bairro Realengo, no Rio de Janeiro, onde foi criado. O Comedy Central traz Lucas Inutilismo ensinando métodos de criar gambiarras inúteis e Thiago Ventura apresentando a “quebrada” para convidados especiais. O UOL traz celebridades para apresentar encontros sobre mulheres na música, a vida sertaneja, os bastidores da causa animal e maternidade. A Kondizilla produz quatro séries sobre bastidores da criação de um funk, uma introdução às vertentes do gênero musical com Dani Russo, um talk-show com astistas e uma série acompanhando os bastidores da turnê do MC Fioti. Já o Tastemade conta com programas sobre culinária com objetos em miniatura, um bate papo com Pipoca sobre séries, e conversas sobre amor e sexo com Bertha Salles, ex-participante do reality Tastemakers: A Competição.

Além do Brasil, cinco países (Estados Unidos, Alemanha, França, Espanha e México e Reino Unido) já contavam com produtos exclusivos para o Watch. A decisão de apostar no Brasil como próximo passo se deu pelo número de usuários na rede social, cerca de 132 milhões, o que torna o País um dos com maior presença no Facebook. Nos Estados Unidos e na Europa, a plataforma já conta com produções originais, mas não tem previsão para lançamentos desses conteúdos internacionais no Brasil.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • fabio porchat

  • Luciana Gimenez

  • Dani Russo

  • Thiago Ferreira

  • Lucas Inutilismo

  • Negra Li

  • césar menotti e fabiano

  • bolívia

  • rafael portugal

  • thiago ventura

  • mc fioti

  • bertha salles

  • uol

  • facebook

  • Tastemade

  • kondzilla

  • desimpedidos

  • Comedy Central

  • mov

  • futebol

  • Séries

  • Culinária

  • funk

  • Facebook Watch

  • seranejo

  • causa animal

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”