Warner Bros. firma acordo com startup de inteligência artificial

Buscar

Mídia

Publicidade

Warner Bros. firma acordo com startup de inteligência artificial

Parceria com a Cinelytic vai usar sistema de gerenciamento de projetos por machine learning e IA para auxiliar na tomada de decisões na fase inicial de produções


9 de janeiro de 2020 - 12h32

Apesar de não garantir qual será o próximo sucesso, tecnologia é capaz de ajudar na tomada de decisões e prever desempenho nos cinemas (Crédito: Warner Bros. Entertainment)

A inteligência artificial está ganhando espaço no mundo do cinema. Nesta quarta-feira, 8, a Warner Bros. anunciou publicamente seu contrato com a startup de gerenciamento de projetos por machine learning e IA Cinelytic. A ideia é que o algoritmo da empresa ajude na tomada de decisões na produção de filmes e seja capaz de prever seu desempenho com o público.

Segundo informações do site The Hollywood Reporter, a Warner pretende aproveitar os dados e análises preditivas do sistema para orientar as decisões durante as fases iniciais de desenvolvimento das produções. A tecnologia também seria responsável por mensurar o valor de determinada celebridade no território em que o filme será exibido e quantas pessoas ele levará aos cinemas e outras plataformas de exibição.

Apesar de não garantir total assertividade na hora de escalar qual filme será um sucesso, a plataforma irá poupar tempo e dinheiro dos executivos, dando parâmetros para soluções em distribuição, marketing, embalagens e até na escolha das datas de lançamento. A tecnologia também promete ser eficiente em festivais, quando as empresas precisam precificar uma produção em pouco tempo.

A Warner Bros. não é a primeira empresa do ramo a buscar as soluções da Cinelytic. A startup fundada há quatro anos arrecadou US$ 2,25 milhões em um acordo com a T&B Media Global e fechou contratos com a Ingenious Media e Productivity Media.

O avanço da inteligência artificial no cinema tem dividido opiniões entre os profissionais. Por serem treinadas com dados históricos, as ferramentas de machine learning tendem a focar em padrões que levaram a sucessos passado, o que não garante que as previsões agradem a audiência no futuro. Por outro lado, as ferramentas são capazes produzir análises mais rápido do que seria possível com a capacidade humana.

*Crédito da foto no topo: iStock

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Warner Bros

  • cinelytic

  • the hollywood reporter

  • t&b media global

  • ingenious media

  • productivity media

  • Audiência

  • marketing

  • tecnologia

  • inteligência artificial

  • startup

  • algoritmo

  • distribuição

  • mensuração

  • machine learning

  • análises preditivas

  • festivais de cinema

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”