M&M lança plataforma sobre futuro do trabalho

Buscar

Mídia

Publicidade

M&M lança plataforma sobre futuro do trabalho

Hotsite reúne reportagens, vídeos e entrevistas com lideranças e protagonistas da formação de novos modelos profissionais


21 de fevereiro de 2020 - 14h58

Participantes da pesquisa O Futuro do Trabalho, de Meio & Mensagem (Crédito: Arthur Nobre)

O Meio & Mensagem lança uma plataforma online sobre Futuro do Trabalho. O hotsite une as matérias especiais produzidas a partir de duas pesquisas realizadas pelo jornal em parceria com a publicitária Cintia Gonçalves e com o pesquisador Diego Salistre.

O conteúdo aponta os principais desafios de encontros geracionais e do papel da tecnologia nas relações de trabalho. Junto às reportagens, é possível conferir entrevistas com protagonistas da economia gig – como é chamado o modelo de trabalho intermitente e mediado por tecnologia. A equipe do jornal ouviu personagens como Rodrigo Galvão, CEO da Oracle; Leandro Caldeira, CEO do Gympass; Sandra Chemin, CEO da FutureYou; e Ana Paula Assis, presidente da IBM para a América Latina.

Além das reportagens em texto, há, também, duas séries de matérias em vídeo que discutem modelos de emprego e trabalho para os próximos anos.

A primeira, produzida em janeiro de 2019, leva como tema os “Líderes do Futuro”. Nela, jovens profissionais apontam a realidade que eles gostariam de ver dentro das empresas em que vão atuar.

A segunda série, publicada originalmente em janeiro de 2020, conta com quatro episódios, incluindo os temas Saúde Mental, Habilidades Emergentes, Formatos Flexíveis e Desafios das Diferentes Gerações.

Confira no site: futurodotrabalho.meioemensagem.com.br

Desafio M&M

Complementar ao especial, a plataforma de crowdsourcing Kaxola, parte do Expertise Group, propôs um desafio aceito espontaneamente por mais de 100 usuários que contribuíram com insights sobre o tema por meio de imagens, desenhos e frases. A equipe agrupou as contribuições enviadas entre 14 de novembro de 2019 e 15 de janeiro de 2020.

Quatro participações ganharam o desafio:

A publicitária Ana Catarina Dani, 44 anos, de Belo Horizonte, postou uma imagem em que uma mão humana cumprimenta uma mão de robô. “Minha inspiração foi de que no futuro, que já é o presente, seremos cada vez mais próximos de máquinas – e isso de maneira positiva. Cada vez mais teremos que aprender a lidar com esse novo tipo de vida. E não é só o trabalho”, afirma.

Também discutindo o embate entre humano e máquina, Daniel Fernando David, de 16 anos, técnico em informática de Guaratinguetá, foi na ótica oposta. Postou um robô dando um chute em uma pessoa ao lhe tomar o emprego. Às pessoas de sua geração, ele recomenda: “Não ache que você já sabe tudo, procure sempre se aprimorar, pedir ajuda, procurar capacitação de algo que você esteja com dúvidas, mostre para seu contratante que você entrou na empresa para somar”.

Para se expressar sobre o tema, Ronie de Matos Costa, de 44 anos, morador de Sumaré, no interior paulista, postou esta frase: “o endereço mais difícil do mundo: o lugar do outro”. A partir dessa ótica de empatia, seu conselho para a geração Z é que os mais jovens poderiam chegar onde querem se “diminuíssem sua ansiedade e relaxassem um pouco”.

Já Larissa Didone, de 36 anos, agente administrativa, de Praia Grande, litoral paulista, enviou uma imagem do quadro O Grito, do pintor norueguês Edvard Munch, para expressar seus sentimentos de ansiedade e desconfiança em relação ao futuro do trabalho. “É preciso aceitar que nem tudo depende só de você. Todos são importantes para que os problemas sejam resolvidos e os projetos saiam do papel”, opinou.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Diego Salistre

  • Leandro Caldeira

  • Sandra Chemin

  • Ana Paula Assis

  • Cintia Gonçalves

  • Rodrigo Galvão

  • IBM

  • Oracle

  • Gympass

  • FutureYou

  • Conteúdo

  • jornalismo

  • FUTURO DO TRABALHO

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”