Lupa recebe aporte financeiro para ampliar alcance

Buscar

Mídia

Publicidade

Lupa recebe aporte financeiro para ampliar alcance

Agência é uma das contempladas com um financiamento conjunto do Facebook e da International Fact-Checking Network (IFCN)

Teresa Levin
2 de abril de 2020 - 14h49

Com aporte de US$ 49,9 mil, Lupa ampliará sua atuação com fast check (Crédito: Reprodução)

A agência brasileira de fast check Lupa será uma das contempladas com um financiamento conjunto da International Fact-checking Network (IFCN) e do Facebook para projetos especiais envolvendo a pandemia de coronavírus. Com isso, além da newsletter diária sobre boatos envolvendo a situação atual, a Lupa irá fornecer gratuitamente às secretarias de saúde de todos os estados brasileiros, além de entidades e associações médicas e de saúde, conteúdos checados sobre o vírus e a doença.

Com o valor de US$ 49,9 mil, o aporte também possibilitará que a Lupa reforce sua equipe e o trabalho de checagem em todo o País e na coalizão mundial com os checadores internacionais que participam do esforço de combater a desinformação sobre a pandemia. Para Gilberto Scofield Jr., diretor de negócios e estratégias da Lupa, a sociedade enfrenta duas batalhas: uma delas é a dos profissionais de saúde nas trincheiras de combate direto ao vírus e nas pesquisas. “Outra, nas trincheiras da informação. Há uma tentativa desumana de minimizar a doença ou espalhar o caos sobre a pandemia para lucrar politicamente. Esta segunda batalha é travada diariamente pelos jornalistas e pelos checadores”, afirma. Ele acrescenta que a ajuda da IFCN e do Facebook  incrementará a luta contra o avanço da desinformação.

Com o investimento que receberá, a Lupa  terá ainda um podcast semanal específico sobre Covid-19, a exemplo do Verifica, programa que a agência manteve nas principais plataformas de streaming de áudio entre agosto de 2019 e fevereiro deste ano. Nele, jornalistas da agência vão esclarecer boatos sobre a doença e conversar com especialistas em infectologia, epidemiologia e saúde pública para indicar maneiras de os ouvintes se prevenirem e protegerem suas famílias nesta crise. A parceria já estabelecida com o Redes Cordiais, que mobiliza influenciadores digitais por menos desinformação e por menos discurso de ódio nas redes sociais, também será ampliada.

O fundo distribuído pela IFCN e pelo Facebook contemplará outras 12 plataformas de checagem em diferentes países. Todas elas fazem parte da aliança CoronaVirusFacts, que, desde janeiro, verifica informações sobre a pandemia. Ao todo, mais de 100 checadores em cerca de 50 países participam da coalizão, liderada pela IFCN. Entre os contemplados, além da Lupa, estão Pagella Política, da Itália; Congo Check, do Congo, e Newtral, da Espanha.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Gilberto Scofield Jr.

  • facebook

  • Lupa

  • fake news

  • coronavírus

  • pandemia

  • fast check