Globo oficializa saída da Fórmula 1 da grade

Buscar

Mídia

Publicidade

Globo oficializa saída da Fórmula 1 da grade

Empresa diz que, como parte de revisão de portfólio, optou por não renovar o contrato de transmissão

Bárbara Sacchitiello
28 de agosto de 2020 - 15h29

Foto: Reprodução

No início da tarde desta sexta-feira, 28, a Globo divulgou uma nota confirmando que não renovou os direitos de transmissão da Fórmula 1 para o ano de 2021. A notícia foi dada em primeira mão nessa quinta-feira, 27, pelo Meio & Mensagem.

“Como parte da revisão de seu portfólio de direitos, um dos maiores entre emissoras de TV do mundo, a Globo optou por não renovar os direitos de transmissão da Fórmula 1 a partir de 2021. Mesmo sem a transmissão das corridas, a Globo continuará a fazer a cobertura da categoria em suas diversas plataformas” diz a nota, divulgada pela Comunicação da emissora.

A Globo e a Liberty Media, detentora dos direitos da Fórmula 1, não conseguiram chegar a um acordo financeiro sobre a renovação do contrato, que termina no fim de 2020. A Globo exibe a Fórmula 1 há quase 40 anos na TV aberta e também reprisa as provas no SporTV.

Nesta semana, a Globo já havia começado a avisar os patrocinadores da competição a respeito da não-renovação dos direitos. O pacote de transmissão da Fórmula 1 na Globo sempre foi um dos mais valiosos do mercado publicitário brasileiro. Para a temporada de 2020, Cervejaria Petrópolis, Nivea, Renault, Santander e TIM fecharam um acordo com a emissora para patrocinar as transmissões das provas, adquirindo, cada uma, uma cota de patrocínio com valor de tabela de R$ 98,950 milhões. Todos esses anunciantes já eram patrocinadores da Formula 1 no ano anterior, que teve, também, a presença da Net (Claro). A operadora, no entanto, não renovou o acordo para a temporada de 2020.

Publicidade

Compartilhe