Marcas na rede: como aproveitar melhor o Pinterest

Buscar

Mídia

Publicidade

Marcas na rede: como aproveitar melhor o Pinterest

Conteúdo de inspiração pode atrair consumidores para compra

Thaís Monteiro
16 de abril de 2021 - 16h33

No início de abril, o Pinterest lançou sua plataforma para anunciantes no Brasil. Ela dará mais autonomia para que marcas e agências criem anúncios e alinhem seus objetivos com a plataforma. Isso não significa que os anunciantes não estavam presentes no Pinterest antes disso. Pelo contrário, a plataforma vem se consolidado como um espaço de descoberta de conteúdo inspirador e de marcas que possam oferecer isso ao usuário.

 

(Crédito: Chales Deluvio/Unsplash)

Andreza Aguiar, diretora de conteúdo da Leo Burnett, lembrada época que a plataforma foi lançada e que logo ficou interessada em uma possível conexão que o Pinterest poderia fazer com e-commerce das marcas, pois via produtos nas imagens que gostaria de comprar. A experiência de shopping é uma que está sendo implementada no Pinterest. As marcas presentes poderão acrescentar itens do seu e-commerce e os usuários poderão acessar uma aba destinada especialmente para esta ação.

“O Pinterest, desde o início, veio como uma plataforma de referência muito forte, de pesquisa, onde você podia ir salvando tudo o que gostava. Então, para alguns segmentos, foi um prato cheio, como, por exemplo, beleza e moda”, conta. Porém, além das marcas dessas categorias, a executiva diz que o Pinterest demorou algum tempo para ganhar a atenção das marcas, pois “nenhuma plataforma é lançada com o foco na publicidade, nas marcas. Então, tem o tempo dos dois lados, da agência e das marcas estudarem como faz sentido entrar e da plataforma para se preparar para oferecer soluções. E isso nunca é de uma vez só: essa maturidade vai acontecendo com o tempo”, aponta.

O momento em que a plataforma passou a ganhar mais destaque, assim como outras empresas do meio digital e social, foi durante a pandemia, indica Thiago Gonzales, supervisor de mídia da AlmapBBDO. “Esse momento trouxe para essas plataformas um grande pico de usuários, e seu uso nunca foi tão intenso, criando um ambiente ideal para marcas se aproximarem de seus consumidores”, afirma. Porém, sua opinião é de que muitas marcas não compreenderam a forma como os usuários fazem uso da plataforma. Com o lançamento do Pinterest Ads, o executivo acredita que a plataforma ganhará uma relevância ainda maior e pode passar a ser um pilar no planejamento das grandes marcas.

Ambas as agências, Leo Burnett Tailor Made e AlmapBBDO, atendem contas que foram as primeiras a testar o Pinterest Ads no Brasil, como Baileys, da Diageo, e O Boticário. A Leo Burnett Tailor Made atende Diageo através do L.A.B. (Leo Arc Blend), uma parceria entre Leo Burnett TM e Arc, agência de shopper marketing do grupo Publicis.

Ao Meio & Mensagem, os executivos dividiram suas opiniões sobre as melhores práticas para uma boa presença de marca na plataforma.

Faça a lição de casa diária
É necessário entender o que o Pinterest é, o que ele oferece e como as pessoas consomem os conteúdos na plataforma, pensar se faz sentido estar na plataforma, de qual maneira, consultar seus consumidores e testar. O contato com os consumidores não para por aí. A agência e anunciante devem continuar a perguntar aos usuários o que eles querem ver no perfil da marca e o que não gostam. Assim, é possível tornar o canal melhor.

Trabalhe sua originalidade
Replicar material de outras redes não é o recomendado. É interessante criar conteúdo criativo para o Pinterest que inspire o usuário, assim a marca ganha relevância e não necessariamente expõe apenas interesses comerciais. A comunicação pode mostrar o produto de forma inusitadas e com muita cor.

Foco & paciência
Tenha um objetivo claro para sua página, não perca o foco e a paciência, pois a construção de um relacionamento é um trabalho de paciência e contínuo, pois o conteúdo perde a relevância rapidamente no ambiente. É necessário trabalhar de forma ágil e sempre trazendo novidades.

Use as ferramentas
Faça uso dos recursos do Pinterest ao seu favor, como o salvar pins e criar pastas de conteúdo privadas, pois pode servir de inspiração para futuros conteúdos, e públicas, para organizar um espaço para fãs da marca acompanharem seus produtos.

Publicidade

Compartilhe