Telecine quer transmitir ideia de que “filme é só o começo”

Buscar

Mídia

Publicidade

Telecine quer transmitir ideia de que “filme é só o começo”

Hub de canais apresenta o conceito de comunidade, com serviços para que os assinantes usufram de seus conteúdos de diferentes maneiras

Bárbara Sacchitiello
29 de abril de 2021 - 19h17

“O filme é só o começo”. Esse é o conceito que o Telecine começou a trabalhar em sua comunicação nessa quarta-feira, 28, para reforçar sua imagem como um hub especializado em entretenimento cinematográfico.

A proposta do veículo é explorar as várias possibilidades de envolvimento com o conteúdo e a complementaridade da entrega, contemplando a exibição do filme, em si, mas também de conteúdo extra em outras plataformas que incrementam a experiência.

A ação também apresenta o Clube Telecine, uma comunidade que visa organizar os fãs de cinema (chamado de Teleciners), dividindo-os em três subgrupos: os Conectados (os espectadores antenados que consomem os filmes mais bem avaliados pela crítica e sempre estão de olho nos lançamentos); os Indecisos (que não gostam de perder tempo buscando opções de conteúdo e aceitam as sugestões da plataforma) e os Cinefreaks (que têm o costume de maratonar conteúdo e fazem suas escolhas com base nos diretores, atores e estilos preferidos).

A proposta é mostrar que, ao assinar os serviços do canal, os membros do clube conquistam vantagens e passam a desfrutar de um hub de experiências e conteúdos.

A campanha é lançada em um momento de mudança na diretoria de marketing e negócios do Telecine, que passa a ser comandada pela executiva Cristina Cadore.

Publicidade

Compartilhe