G1 quer se aproximar mais do público jovem

Buscar

Mídia

Publicidade

G1 quer se aproximar mais do público jovem

Após completar 15 anos, o portal da Globo planeja novas editorias e um canal no YouTube

Valeria Contado
28 de setembro de 2021 - 12h06

G1 muda logo e reestrutura site (Crédito: Divulgação / Facebook)

O G1 completou 15 anos neste mês de setembro e celebrou a data com o lançamento de uma nova identidade visual, buscando um alinhamento ao ecossistema de marcas da Globo. Além disso, a plataforma de jornalismo online apresentou outras novidades de conteúdo em um evento virtual, realizado nesta terça-feira, 28.

Uma das propostas do portal é se aproximar cada vez mais dos jovens, público que, segundo a própria empresa, cresceu muito durante a pandemia. Para Renata Lo Prete, apresentadora do Jornal da Globo e do podcast O Assunto, entender os hábitos de consumo dos jovens é uma preocupação cada vez mais comum entre os veículos de notícia. “As maneiras de se informar impactam primeiro esse público”, explica.

Por isso, a plataforma decidiu abrir novas editorias, mais cotidianas, e organizar de forma mais intuitiva o portal e aplicativo. Temas como Meio Ambiente, Empreendedorismo, Inovação, Mundo Pet, entre outros, estarão cada vez mais presentes no portal. Além disso, a proposta da head de digital, Marcia Menezes, é testar mais formatos e esse relacionamento com o público. “Decidimos trazer esses serviços de forma mais organizada para o site do G1”, comenta.

Para os anunciantes, o G1 se preocupa com as entregas entendendo os hábitos de consumo de todas as regiões, já que é um portal com pólos em vários estados. A plataforma diz que procura levar dados relevantes para os parceiros, além de formatos que possibilitem a co-criação e integração com o público. “Conhecemos bem o hábito de consumo dos brasileiros. E o globo ID vai além da publicidade, nos ajuda a fazer uma entrega de conteúdo mais relevante para cada público”, avalia Sergio Maria, diretor de produtos publicitários.

Combate às Fake News

O Fato ou Fake já é uma marca registrada do portal, que verifica e checa as notícias relevantes de assuntos como política, saúde, entre outros. Essa é uma forma com que o portal acredita reforçar sua credibilidade perante o público.

Para essa nova fase, uma das grandes preocupações está em continuar combatendo as notícias falsas. E essa deve se manter como uma das marcas registradas da plataforma. “O público sabe que se o G1 publica alguma coisa, é certa”, finaliza Ali Kamel, diretor geral de jornalismo da Globo.

Publicidade

Compartilhe