Nike compra startup de NFTs para aumentar seu metaverso

Buscar
Background - Tail
Publicidade

Mídia

Nike compra startup de NFTs para aumentar seu metaverso

A fabricante de tênis adquiriu a RTFKT, uma das empresas mais cotadas do metaverso, com projetos de avatares que movimentam milhões de dólares


15 de dezembro de 2021 - 17h45

A Nike anunciou na segunda-feira que adquiriu a RTFKT, uma das companhias de NFT mais fortes do mercado, por um preço não divulgado.

A aquisição é outro sinal de que a fabricante de tênis tem planos maiores para o metaverso e calçados digitais. No último mês, a Nike criou um mundo virtual na plataforma de jogos Roblox e entrou com pedido de registro de sete marcas de “bens virtuais”.

A RTKFKT tem estado por trás de alguns dos lançamentos mais bem sucedidos de NFTs, comandando mais de US$ 700 mil em mercados como OpenSea, uma plataforma de troca de non-fungible tokens.

Publicitários e entusiastas de NFT dizem que o acordo da Nike pela RTFKT pode estimular uma adoção ainda mais ampla da cripto-tecnologia. “Este é um momento divisor de águas para marcas e NFTs”, diz Avery Akkineni, presidente da VaynerNFT, que é uma divisão da VaynerMedia, que trabalha com anunciantes como AB InBev em projetos de NFTs. “Isso mostra o desejo das marcas mainstream em participar dessa cultura.”

Apesar de muitos publicitários e consumidores não estarem familiarizados com o trabalho da RTFKT, os projetos da startup, incluindo tênis virtuais, são bem conhecidos por colecionadores de NFT. Os non-fungible tokens são criados usando tecnologia de blockchain, que é a mesma plataforma de computação que cria e rastreia criptomoedas como Bitcoin e Ethereum. As marcas tem tido mais envolvimento com NFTs este ano, distribuindo trabalhos de arte em forma de NFT e trabalhando com criadores de NFTs. Enquanto isso, a maioria das plataformas de internet, como a Meta, consideram os NFTs um ativo digital fundamental para a chegada do metaverso.

A RTFKT tem desenvolvido avatares NFTs que podem atravessar mundos de realidades virtuais como o The Sandbox e a Decentraland. Os avatares dos consumidores podem ser vestidos com roupas e acessórios de designers. A Adidas recentemente distribuiu NFTs para fãs que receberam vantagens no mundo real e virtual por ter esses tokens.

No mês passado, a RTFTK lançou um dos projetos mais experimentais de NFTs chamado Clone X Mint Vial, onde era possível resgatar avatares estilosos que vivem em mundos virtuais. Os NFTs podem ser trocados por cerca de US$ 40 mil no OpenSea. A empresa também criou edições limitadas de avatares da Clone X com o artista Murakami, que foi vendido por mais de US$ 700 mil. Os avatares Clone X e Murakami geraram US$ 32.7 milhões em vendas nas últimas 24 horas, de acordo com a The Nifty, um site que acompanha as vendas de NFTs.

“Nós estamos adquirindo um time muito talentoso de criadores com uma marca autentica e conectada”, disse John Donahoe, presidente e CEO da Nike, no anúncio da compra da empresa, feito esta semana. “Nossos planos são investir na marca RTFKT, servir e crescer sua comunidade inovadora e criativa e estender a pegada e capacidades digitais da Nike.”

Publicidade

Compartilhe