Glamour foca no digital e reduz edições impressas

Buscar
Publicidade

Mídia

Glamour foca no digital e reduz edições impressas

Acompanhando mudança global, título passa a ter apenas duas publicações ao ano e reestrutura site e redes sociais

Taís Farias
24 de maio de 2022 - 12h09

A Glamour está reposicionando seu negócio no Brasil para focar no digital. A mudança acompanha um movimento global da publicação e segue o exemplo das edições nos Estados Unidos e Reino Unido. Em janeiro, a revista repaginou seu site, que ganhou novo design e ferramentas. Um dos destaques é o Glamour Beauty Club, comunidade de beleza fechada para membros, que vai oferecer conteúdo exclusivo para os inscritos como masterclasses e workshops. As redes sociais também passam a receber conteúdos exclusivos, no Instagram, TikTok e Twitter.

 

Primeira edição no novo formato conta com três capas estreladas pelas atrizes Alanis Guillen (foto), Bruna Linzmeyer e a cantora Xênia França (Crédito: Divulgação)

“As trocas com esse grupo nos permitirão oferecer conteúdos cada vez mais relevantes. Esse conhecimento sobre nossa audiência também nos permitirá criar projetos e produtos interessantes para nossos clientes e parceiros”, conta Paula Mageste, CEO da Globo Conde Nast, que comanda a publicação com Giovana Romani, diretora de conteúdo da Glamour Brasil, sobre o Glamour Beauty Club.

O redesenho também traz mudanças editoriais e foco no pilar de beleza. “Nossa audiência tem uma relação livre e prazerosa com a moda, e tenta estabelecer algo semelhante com a beleza. Nosso novo projeto endereça mais esse pilar, acolhendo e valorizando as múltiplas jornadas de cada mulher no encontro com cada fase de sua beleza. É o que temos chamado internamente de “pós-beleza”: para além dos padrões, da quebra deles e dos novos padrões que ameaçam se estabelecer quando a auto-aceitação vira quase uma obrigação”, divide a CEO da Globo Conde Nast.

Já a edição impressa deixa de ser mensal e passa a ter duas edições ao ano. Uma de outono/inverno, publicada em maio, e outra para primavera/verão, em setembro. As publicações terão maior comprimento e número de páginas. A revista ainda trará uma obra de arte destacável, para que o leitor enquadre. A primeira edição de Glamour neste formato circulou na última semana com três capas estreladas pelas atrizes Alanis Guillen, Bruna Linzmeyer e a cantora Xênia França.

Além das duas edições físicas, as assinantes receberão uma versão digital compacta de Glamour todos os meses. “Com o dia a dia da leitora atendido no site, ganhamos liberdade para repensar o produto impresso”, explica Paula Mageste.

Publicidade

Compartilhe

Veja também