São Paulo não atingiu cota para desligar TV analógica

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

São Paulo não atingiu cota para desligar TV analógica

Juarez Quadros, presidente da Anatel, apresentou dados preliminares de estudo para implantação de sinal digital na cidade


30 de janeiro de 2017 - 19h04

Nesta segunda-feira, 30, Juarez Quadros, presidente do Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired) e presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou que 95% dos moradores de São Paulo já ouviram falar em sinal de TV digital, enquanto 98% dos habitantes de municípios do entorno sabem desta informação. Apesar disso, apenas 86% dessa amostragem está realmente apta a receber o sinal digital.

Os dados são do Ibope, em pesquisa encomendada pela Entidade Administradora do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (EAD), que entrevistou 1.078 pessoas de São Paulo — o equivalente a quatro milhões de residências — e 1.652 residentes próximos – cerca de 2,8 milhões de casas –, entre 13 e 25 de janeiro deste ano. O índice está, em tese, abaixo do determinado pelo Grupo de Implantação da TV Digital (Gired), de que pelo menos 90% dos domicílios na região já recebam sinal digital para que possa ser realizado o desligamento do analógico.

Segundo o estudo, 88% das famílias – sendo 87% da capital e 88% do entorno – sabem que a TV analógica será desligada. Além disso, 8% das pessoas ficariam sem o sinal digital se, hoje, fosse desligado o serviço antigo.

Junto a Goiânia, Salvador, Recife e Fortaleza e capitais da região Sudeste, São Paulo está no cronograma de desligamento para 2017. Brasília foi a primeira grande cidade a realizar o switch-off, em novembro do ano passado. A pesquisa completa do Ibope sobre a capital paulista será divulgada nesta terça-feira, 31.

Publicidade

Compartilhe

Comente