Com BFerraz, Antarctica lança Academia da Boa

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

Com BFerraz, Antarctica lança Academia da Boa

Escola voltada para garçons e garçonetes funcionará na Lapa, no Rio; Senac RJ é parceiro do projeto que deve formar 500 pessoas este ano

Teresa Levin
17 de abril de 2018 - 17h10

Academia da Boa funcionará na Lapa, no Rio (Crédito: Divulgação)

Começa a funcionar nesta terça-feira, 17, na Lapa, no Rio de Janeiro, a Academia da Boa, uma iniciativa da Antarctica para capacitar e formar garçons e garçonetes. Gratuita, ela está sendo implementada em parceria com o Senac RJ e tem a expectativa de formar 500 profissionais este ano, sendo 300 estreantes na função, enquanto outros 200 passarão por uma reciclagem. A iniciativa foi desenvolvida pela BFerraz para a Antarctica.

A Academia da Boa é a expansão do projeto Boteco Coisa Boa que a marca lançou em 2017 e que destinava o lucro da venda de um combo especial em bares cadastrados para um curso que contribuiu para a capacitação e para a geração de empregos para alguns dos 150 garçons participantes. Nesta nova iniciativa de capacitação e reciclagem de garçons e garçonetes, o Senac RJ ficou responsável pelo desenvolvimento do conhecimento e da metodologia do programa educacional; por conta disso, as modalidades têm a chancela do Ministério da Educação.

O currículo será uma mescla entre a formação tradicional e aulas especiais que carregam atributos trabalhados pela marca. Os inscritos aprenderão técnicas para um atendimento mais simpático, conhecimentos sobre a Antarctica e sobre os universos cervejeiro e do bar. Também haverá um treinamento prático em um bar real. “Se somos a cerveja que se inspira no carioca e que quer gerar coisas boas, precisávamos trazer algo que realmente fizesse a diferença neste momento”, comentou Bruna Buás, diretora de marketing de Antarctica, em um comunicado.

Garçons emblemáticos da cidade serão homenageados e darão aula magna (Crédito: Divulgação)

Para homenagear a atividade dos garçons e inspirar novos profissionais, a Academia da Boa contará com 10 embaixadores que darão uma aula magna. Foram escolhidos alguns emblemáticos garçons do Rio de Janeiro, que também assumirão a função de mestres e padrinhos dos alunos. Funcionando na Fundição Progresso, a Academia da Boa acontecerá ao longo do ano e a ideia é que seja um portal de conhecimento, valorização e apoio ao garçom.

Marian Fleury, vice presidente de negócios da BFerraz, agência a frente do projeto, explicou que, com esta iniciativa, a marca busca trazer resultados positivos para a sociedade, melhorando ainda o mercado e valorizando uma categoria profissional, a dos garçons, que foi e é essencial para a cena da boemia carioca. “Além disso, Antarctica reafirma seu compromisso com o Rio de Janeiro ao criar um espaço físico, um hub de experiência de marca que confirma seu propósito: gerar coisa boa”, concluiu.

Publicidade

Compartilhe

Comente