O que líderes globais esperam da indústria da comunicação em 2024

Buscar

O que líderes globais esperam da indústria da comunicação em 2024

Buscar
Publicidade

Marketing

O que líderes globais esperam da indústria da comunicação em 2024

Líderes internacionais de agências, anunciantes e plataformas compartilham os temas que devem pautar a publicidade nos Estados Unidos e no mundo neste ano


3 de janeiro de 2024 - 6h10

tendências 2024

(Crédito: Adobe Stock)

No início de cada ano, é comum as tentativas de prever os temas e assuntos que deverão dominar os negócios e conversas.

Por isso, o Ad Age questionou líderes de agências de publicidade, de anunciantes, de veículos e de plataformas a respeito dos assuntos e tendências que, segundo eles, devem fazer parte da indústria da comunicação em 2024.

Veja, abaixo, algumas dessas opiniões:

Scott Bell, chief creative officer da Droga5
“Muitas marcas não estarão a todo vapor em alguns dos períodos do ano, como na Olimpíada e nas eleições [dos Estados Unidos]. Assim, elas compensarão isso com grandes ideias que exijam menos peso da mídia tradicional e mais conquistas de consumidores por meio de execuções corajosas. Essa deveria ser a oportunidade perfeita para agências criativas, já que o objetivo da publicidade, como vemos, é ajudar nossos clientes a ganhar mais atenção. Você não consegue obter bons resultados jogando de forma segura. Você precisa ir além, então, acho que teremos um ano bem divertido pela frente.”

Brian Berner, head global de vendas publicitárias e parcerias do Spotify
“A Inteligência Artificial foi o assunto da indústria em 2023 e não vejo que isso deve mudar em 2024. Como muitas empresas, o Spotify está tendo longas discussões sobre como gerenciar o potencial das tecnologias de inteligência artificial. Do nosso DJ com tecnologia de IA ao tradutor de voz, estou animado com a evolução da IA e, particularmente, com o potencial de alavancar a inteligência artificial para a criação de anúncios em áudio em parceria com creators.”

Yannick Bolloré, chairman e CEO da Havas
“Acredito que a inteligência artificial veio para ficar e prevejo que 2024 será o ano do “fator humano” por trás da IA. Até agora, temos experimentado a expansão da IA generativa em um ritmo sem precedentes. O crescimento rápido irá continuar e, com quase todos adotando a tecnologia, as agências e os clientes serão impulsionados a se destacarem pela excelência criativa. O poder da criatividade e engenhosidade humana será mais importante do que nunca para fazer a diferença.

O retail media crescerá de forma exponencial em 2024, tornando-se o segundo meio a receber mais investimentos em publicidade, ficando apenas atrás do digital e à frente da TV nos próximos anos. Já estamos vendo um aumento nos investimentos nesse segmento e, embora grandes players como a Amazon, detenham a maior parte dos investimentos das marcas atualmente, veremos um apetite crescente de todos os varejistas pelo retail.

O século XXI será o século da Asia. O continente mais populoso do mundo tem uma população muito jovens e com hábitos de consumo bem diferentes dos adotados nos Estados Unidos e Europa. Fora da China, em regiões onde a classe média está crescendo em um ritmo rápido, continuaremos vendo um crescimento do investimento dos anunciantes em setores de alto volume, como alimentação, varejo e automóveis.”

Chris Brandt, chief brand officer da rede Chipotle
“Seja da forma que for, a IA certamente continuará sendo a palavra da moda e irá ditar as mudanças em 2024. Em tempos de rápida transformação, é imperativo focar em inovação e em ser suficientemente ágil em reagir a novas oportunidades e desafios. Essa tem sido nossa filosofia no Chipotle por anos e estou animado para abraçar o quê o Ano Novo nos reserva.”

Jon Cook, CEO global da VML
“À medida em que o marketing precisa evoluir, as agências cresceram em escala, alcance e profundidade de recursos na rede. Ao mesmo tempo, as agências precisam simplificar o acesso. Os profissionais de marketing buscam pela fusão e possibilidade de integrar as capacidades. Mas a simplicidade estará no centro da evolução da agência.
A velocidade da inovação e evolução dos modelos de inteligência artificial só ficará ainda mais rápida. Por mais rápido que parece que as coisas estão mudando agora, esse é o ritmo de mudança mais lento que veremos pelo resto de nossas vidas. Como fazer os investimentos estratégicos certos e permanecer à frente das evoluções e mudanças críticas para os negócios é, definitivamente, a prioridade dos executivos de todas as categorias.”

Rob Reilly, global chief creative officer do WPP
“Já foi o tempo em que todos protegiam suas marcas registradas, pessoas ou reputações. Prevejo parcerias cada vez mais interessantes e inesperadas entre marcas, pessoas, plataformas e inovações. Surpreender os consumidores com super, hiper colaborações é o nosso objetivo em 2024.”

Alicia Tillman, CMO da Delta Airlines
Ainda vivemos uma economia de experiências. Este era o caso antes da Covid e provavelmente está em um nível ainda mais elevado agora, uma vez que os clientes continuam a ter várias opções de escolhas quando se trata de marcas. Eles estão priorizando marcas que se concentram em fidelizar e proporcionar experiências excepcionais. Pensamos nisso como prioridade e foco absoluto.”

Tyler Turnbull, CEO global da FCB
Em 2024, veremos ainda mais CEOs abraçando o marketing como algo imperativo para o crescimento de seus negócios. Uma mudança fundamental já está ocorrendo no relacionamento entre CMOs e CEOs. Com uma maior pressão sobre os investimentos em marketing, a criatividade provará ser a forma mais eficaz de ativar os negócios em todos os pontos de contato da jornada do consumidor. Espero ver mais inovação na forma de como as ideias criativas estão sendo entregues. Em outras palavras, o excelente trabalho continuará a separar a massa da mediocridade e os verdadeiros profissionais de marketing se apoiarão nisso mais do que nunca.”

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Mercado Livre Arena Pacaembu cancela abertura e show de Roberto Carlos

    Mercado Livre Arena Pacaembu cancela abertura e show de Roberto Carlos

    Apresentação do cantor marcaria a abertura do espaço de eventos do Mercado Pago Hall; Mercado Livre adquiriu naming rights do local em janeiro

  • Surf: Dream Tour define patrocinadores para 2024

    Surf: Dream Tour define patrocinadores para 2024

    Prio, Gerdau e Estácio promovem as quatro etapas do principal campeonato de Surf do Brasil