Quais são as empresas mais inovadoras do Brasil?

Buscar

Quais são as empresas mais inovadoras do Brasil?

Buscar
Publicidade

Marketing

Quais são as empresas mais inovadoras do Brasil?

Lista Innovative Workplaces 2023, da MIT Technology Review Brasil, aponta Lojas Renner, Claro e Hospital Albert Einstein e outras no relatório


30 de junho de 2023 - 6h00

Gestão, marketing, processos e produtos: todos esses critérios são determinantes para as empresas mais inovadoras do Brasil. É o que determina a MIT Technology Review Brasil, a partir da lista Innovative Workplaces 2023. A iniciativa, cuja segunda edição no Brasil foi divulgada na noite dessa quinta-feira, 29, reconhece as 20 companhias com mais inovação no País.

empresas inovadoras

(Créditos: SFIO-CRACHO-shutterstock)

As empresas mais inovadoras do Brasil são: Algar Tech, Boston Scientific, Bradesco Seguros, Brasilprev, Braskem, Carrefour, Claro, Generali, Hilab, Hospital Albert Einstein, iFood, Lojas Renner, Mercado Bitcoin, Nestlé, Octadesk, Petrobras, Siemens, Vibra, VIVO e Wemobi. É importante ressaltar que as organizações não são ranqueadas entre si.

Destaque para Braskem, Generali, Hospital Albert Einstein, Ifood, Nestlé, Siemens, Vibra e Wemobi, que apareceram na lista anterior. André Miceli, CEO da MIT Technology Review e coordenador da pesquisa, chama a atenção para o fato de que houve uma diminuição do número de pequenas e médias entre os vencedores. Segundo ele, a diminuição do capital de risco pode explicar o fato.

Entre os setores que mais apareceram estão o de Finanças & Seguros e Indústria & Petróleo, além de Saúde.
Alimentação, Telecom, TI e Varejo ficaram empatadas. Ao todo, a instituição recebeu mais de mil inscrições para a participação da seleção.

Como o MIT escolhe as empresas mais inovadoras?

A MIT Technology Review Brasil baseia-se na análise de perspectivas de gestão, marketing, processos e produtos das empresas. Ademais, são feitas entrevistas com executivos. O processo de seleção ocorre com as companhias divididas em grupos de inovação. Também, elas passaram por uma apuração baseada em faixas de faturamento, definidas segundo o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Dentro da metodologia, em uma escala de 1 a 5, as empresas se destacaram em processos, com uma nota de 3,89; e gestão e cultura ficaram com 4,41 – um aumento de 8,74% em relação ao ano anterior. Já marketing e vendas tiveram uma queda de 0,22%. Ainda assim, ficam em quarto lugar na média de 4,27%. Na sequência aparecem Produtos & Serviços (4,29); diversidade (4,23); inovação aberta (4,15) e uso de dados (4,02).

Acompanhe as novidades do maior portfólio de inovação e agências do M&M.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Vinicius Jr. se torna embaixador global da Clear

    Vinicius Jr. se torna embaixador global da Clear

    Ao lado de Haaland, jogador da seleção passa a integrar time de embaixadores e estratégia voltada ao Brasil

  • PL 1904/24: as marcas devem se posicionar sobre o assunto?

    PL 1904/24: as marcas devem se posicionar sobre o assunto?

    Proposta que visa equiparar a pena de aborto à de homicídio gera mobilização e discussões a respeito do envolvimento do setor privado na questão