Líderes de big techs figuram entre os mais ricos do mundo

Buscar

Líderes de big techs figuram entre os mais ricos do mundo

Buscar
Publicidade

Marketing

Líderes de big techs figuram entre os mais ricos do mundo

Empresário do conglomerado de luxo LVMH, Bernard Arnault segue como o mais rico do planeta, em lista que tem Elon Musk, Jeff Bezos e Mark Zuckerberg entre os cinco primeiros


2 de abril de 2024 - 17h36

A edição 2024 da tradicional lista das pessoas mais ricas do mundo, elaborada pela revista Forbes, apresenta, mais uma vez, fundadores, acionistas e líderes de grandes empresas de tecnologia em posições de destaque.

Segundo a publicação, a quantidade de bilionários no mundo bateu recorde: são 2.781 pessoas que se enquadram nessa categoria, 141 a mais do que havia na lista do ano passado.

Juntos, esse grupo de bilionários possuem uma fortuna estimada em US$ 14,2 trilhões.

mais ricos

Elon Musk e Mark Zuckerberg figuram, respectivamente, no segundo e quarto lugar no ranking dos mais ricos do mundo, segundo a Forbes (Crédito: Divulgação)

Os mais ricos do mundo

Repetindo o primeiro lugar do ranking da Forbes no ano anterior, Bernard Arnault, líder do conglomerado de luxo LVMH, que reúne marcas como Dior, Louis Vuitton, Givenchy e Tiffany & Co, aparece como a pessoa mais rica do mundo.

O empresário francês e sua família têm, segundo a Forbes, um patrimônio de US$ 233 bilhões.

Na segunda posição aparece Elon Musk, CEO da Tesla, da SpaceX e de outras quatro companhias, entre elas a plataforma X (antigo Twitter).

De acordo com a Forbes, a fortuna de Musk, que no ano passado já figurava como o segundo homem mais rico do mundo, é de US$ 195 bilhões.

O terceiro lugar também o mesmo do ranking de 2023: Jeff Bezos, fundador da gigante de e-commerce Amazon, aparece na lista com uma fortuna estimada em US$ 194 bilhões.

A quarta posição sinaliza a recuperação de Mark Zuckerberg na lista dos mais ricos do mundo. No ano passado, o fundador da Meta (dona do Facebook, Instagram e WhatsApp) aparecia na 16ª posição entre os mais ricos, com patrimônio de US$ 64 bilhões. Já neste ano, Zuckerberg ocupa o quarto lugar, com patrimônio de US$ 177 bilhões, graças a valorização das ações de sua companhia.

Em quinto lugar, a Forbes listou Larry Ellison, fundador e chief technology officer da Oracle. O patrimônio do empresário, que, no ano passado, havia ficado na quarta posição, é estimado em US$ 141 bilhões.

Veja, abaixo, o ranking das dez pessoas mais ricas do mundo, segundo a Forbes

1- Bernard Arnault & Família (LVMH) – US$ 233 bilhões
2- Elon Musk (Tesla e SpaceX) – US$ 195 bilhões
3- Jeff Bezos (Amazon) – US$ 194 bilhões
4- Mark Zuckerberg (Meta) – US$ 177 bilhões
5- Larry Ellison (Oracle) – US$ 141 bilhões
6- Warren Buffet (Berkshire Hathaway) – US$ 133 bilhões
7- Bill Gates (ex-Microsoft e outras holdings) – US$ 128 bilhões
8- Steve Ballmer (ex-Microsoft) – US$ 121 bilhões
9- Mukesh Ambani (Reliance Industries) – US$ 116 bilhões
10- Larry Page (Alphabet) – US$ 114 bilhões

Os brasileiros mais ricos

O ranking da Forbes também apresenta os brasileiros que compõem a lista dos mais ricos do mundo. Ao todo, 69 brasileiros figuram na lista dos mais ricos.

Mais uma vez, o representante do Brasil mais bem colocado no ranking é Eduardo Saverin, cofundador do Facebook, que aparece na 60ª posição do ranking, com patrimônio de US$ 28 bilhões.

Veja, abaixo, os brasileiros mais bem posicionados na lista dos mais ricos do mundo:

60º – Eduardo Saverin (ex-Facebook) – US$ 28 bilhões
94º – Vicky Safra & Família (Safra) – US$ 20,6 bilhões
113º – Jorge Paulo Lemann & Família (3G Capital)– US$ 16,4 bilhões
195º – Marcel Herrmann Telles & Família (3G capital) – US$ 10,9 bilhões

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Marcas de moda e beleza lideram investimentos em creators

    Marcas de moda e beleza lideram investimentos em creators

    Levantamento da BrandLovrs indica que mais da metade das campanhas com criadores de conteúdo da plataforma são realizadas por marcas de moda e beleza

  • Petlove questiona práticas do mercado pet em vídeo

    Petlove questiona práticas do mercado pet em vídeo

    Movimento “Petlove não vende” quer acabar com qualquer tipo de comercialização nociva ao bem-estar dos animais