Elon Musk busca US$ 6 bilhões para investir em IA

Buscar

Elon Musk busca US$ 6 bilhões para investir em IA

Buscar
Publicidade

Mídia

Elon Musk busca US$ 6 bilhões para investir em IA

Startup xAI busca levantar capital social para financiar tecnologia de concorrência ao ChatGPT, da Open AI, e demais players do segmento


29 de janeiro de 2024 - 12h02

A xAI, startup de IA de Elon Musk, está com planos de angariar US$ 6 bilhões em capital social.

elon musk ia

Elon Musk está na corrida pela IA com sua startup, xAI (Crédito: Michael Gonzalez/Gettyimages)

O montante, segundo o Financial Times, seria direcionado a investimentos de tecnologia e está sendo negociado com investidores de todo o mundo, entre eles do Oriente Médio e Ásia.

Apesar das informações fornecidas por fontes ligadas às supostas negociações, Musk apontou em seu perfil no X que a startup não está levantando capital e não teve conversas com ninguém sobre o assunto.

O primeiro produto de IA da xAI apresentado ao grande público foi o Grok. O chatbot embutido ao X foi anunciado em novembro e já está disponível para alguns usuários da plataforma. Uma de suas peculiaridades é a capacidade de dar respostas ácidas e sarcásticas.

Ademais, encarava de frente a concorrência do ChatGPT, produto da OpenAI – da qual Musk participou da fundação em 2015. Anteriormente, a tecnologia alegava maior atualização do que o rival, que à época não contava com informações de eventos e outros desenvolvimentos ocorridos após janeiro de 2022. Contudo, a startup que tem Sam Altman como CEO e a Microsoft como investidora já lançou a versão mais recente do produto, o GPT-4.

Investimentos paralelos de Elon Musk

Com a crescente da corrida pelos melhores e mais potentes serviços em IA, Musk vem atuando em busca da liderança. Na contramão, o CEO da Tesla também tem a missão de recuperar a credibilidade de anunciantes e usuários desde que assumiu a liderança do antigo Twitter – apesar de externalizar o contrário.

Recentemente, o X apontou em seu blog que tem planos de inaugurar um novo centro de moderação e segurança em Austin, no Texas. Essa seria a primeira equipe do tipo desde que o bilionário comprou o então Twitter em outubro de 2022, com demissões em massa e extinção de núcleos relacionados à segurança na rede social.

Ainda não existem informações do tamanho da equipe ou da previsão de abertura do núcleo.

Além de investigar questões relacionadas a spam e fraude, bem como dar suporte ao cliente, o novo hub deverá reforçar atuação na moderação de conteúdos relacionados à exploração sexual infantil. No ano passado, X declarou que essa era a sua principal prioridade.

Na mesma postagem do blog proprietário a companhia apontou que, em 2023, suspendeu 12,4 milhões de contas por violação de políticas neste sentido. Para este ano, o X está melhorando mecanismos de detecção de conteúdo denunciável para reportá-los ao Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas (NCMEC), entre outras ações de moderação.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Netflix Espanha firma parceria com a Kantar Media

    Netflix Espanha firma parceria com a Kantar Media

    Empresa será responsável por medir a audiência e apresentar novos insights à plataforma de streaming na Espanha

  • Quais serão as ações da Meta durante as eleições da UE?

    Quais serão as ações da Meta durante as eleições da UE?

    Meta formará equipe para combater conteúdo falso fruto de inteligência artificial nas eleições parlamentares da União Europeia