Valcke pede celeridade em Lei Geral da Copa

Buscar

Valcke pede celeridade em Lei Geral da Copa

Buscar
Publicidade

Marketing

Valcke pede celeridade em Lei Geral da Copa

Secretário-geral da Fifa afirma que aprovação do regulamento precisa ser rápida para que as partes consigam ?se concentrar nas diversas tarefas operacionais e organizacionais? do torneio


24 de fevereiro de 2012 - 11h05

Jérôme Valcke, secretário-geral da Fifa, pediu mais celeridade na aprovação da Lei Geral da Copa em sua coluna mensal no site da Fifa – ele dá a data de terça-feira, 28, como data-chave para a votação. Em seu texto, o executivo alega que a aprovação do regulamento precisa ser rápida para que as partes consigam “se concentrar nas diversas tarefas operacionais e organizacionais” do torneio.

O projeto de Lei 2330/11 tem alguns pontos em conflito sobre os desejos do Executivo nacional e os anseios da Fifa. Os principais são a venda de cerveja nos estádios do Mundial e o preço dos ingressos para os jogos da Copa. Num primeiro momento, parecia que existiria uma “troca de favores”: se a Câmara liberasse a bebida nos estádios, a Fifa negociaria um preço especial para estudantes e a meia-entrada para idosos.

No artigo, Valcke ainda cita que com o fim da “celebração da colorida festa do carnaval em todo o Brasil’, afirma que “é hora de voltar as atenções para os preparativos da Copa do Mundo”: uma clara provocação aos deputados, que estão há quase dez dias sem atuar em Brasília, no recesso do feriado.

Ele reforça que só com a conclusão dessa questão as Fifa e o Governo Federal possam se concentrar nas tarefas operacionais e organizacionais, “desde as melhorias na infraestrutura geral até os estádios para a Copa das Confederações”, que acontecerá no meio de 2013 no Brasil. “Nossa expectativa é de que esse processo (de aprovação da lei) transcorra com celeridade, para que todas as partes envolvidas possam agilizar o trabalho, após anos e meses de conversas e debates sobre o mesmo assunto”, reafirmou.

Segundo o executivo, que estará no País no começo de março para visitar as obras dos estádios de Recife, Brasília e Cuiabá, deve acontecer o lançamento do emblema oficial do evento, em cerimônia com a presidente Dilma Rousseff. O encontro – que só deverá acontecer se a lei for aprovada – marcará também a apresentação do slogan da Copa, que deve reunir características do Brasil, como a sociedade coesa, poder de inovação, natureza impactante, terra de alegria e nação do futebol.

CBF
Valcke deve ter uma questão a mais para resolver em sua vinda ao País. A imprensa esportiva nacional dá como certa a saída de Ricardo Teixeira da presidência da Confederação Brasileira de Futebol até lá. Assim, o executivo terá que se reunir com os novos dirigentes da CBF, mas os problemas não deverão ser extensos, uma vez que a diretoria que sucederá Teixeira deve seguir os mesmos passos do atual presidente.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Pixbet e Flamengo ampliam contrato com valor recorde

    Pixbet e Flamengo ampliam contrato com valor recorde

    Novo contrato poderá render R$ 470 milhões até o final de 2027, o que representa o maior contrato de patrocínio da história do time

  • L’Oréal Paris leva pautas sobre equidade para Cannes

    L’Oréal Paris leva pautas sobre equidade para Cannes

    Como esforço de marketing para construção de marca, o grupo L'Oréal tem reforçado seu interesse em pautas sobre diversidade, feminismo e gênero